Carregando

Carretéis que Iberê utilizava como modelo, ateliê da rua das Palmeiras

Carlos Zilio2005

Fundação Iberê Camargo

Fundação Iberê Camargo

"Aproximadamente em 1958, uma hérnia de disco, provocada pela suspensão de um quadro no cavalete, obrigou-me a trabalhar quase que exclusivamente no ateliê. Seja por essa razão ou por motivos inconscientes, meus quadros começaram pouco a pouco a mergulhar na sombra. O céu das paisagens tornou-se azul-escuro, negro, dando ao quadro um conteúdo de drama. Surgem, então, os carretéis sobre a mesa, depois no espaço. Os carretéis são reminiscências da infância. São combates dos pica-paus e dos maragatos que primo Nande e eu travávamos no pátio. Eles estão impregnados de lembranças. Pelas estruturas de carretéis, cheguei ao que se chama, no dicionário da pintura, arte abstrata."
CAMARGO, Iberê; MASSI, Augusto (org.). Gaveta dos guardados: Iberê Camargo. São Paulo: Cosac Naify, 2009. p. 134.

Mostrar menosMais informações

Detalhes

  • Título: Carretéis que Iberê utilizava como modelo, ateliê da rua das Palmeiras
  • Criador: Carlos Zilio
  • Data: 2005
  • Local: Rio de Janeiro
  • Tipo: Fotografia
  • Direitos: © Fundação Iberê Camargo
  • Meio: Photography
  • Técnica: Fotografia
  • Tombo: F0247
  • Foto: © Carlos Zilio
  • Coleção: Acervo Documental da Fundação Iberê Camargo

Recomendado

Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil