Carregando

Carta de Matilde Calderón de Kahlo para sua filha Frida Kahlo, 1º de janeiro de 1932

Frida Kahlo1932

National Museum of Women in the Arts

National Museum of Women in the Arts

Mi niña mía, mi Frieduchita (Minha querida, minha Friduchita)
Primeiro dia de 1932
Não consigo dizer o quanto eu gostaria de ser tão sortuda quanto esta carta e viajar para onde você está, beijar-lhe e conversar com você para deleite do meu coração, mas espero que em breve possamos fazer isso juntas. Chegará a hora em que poderemos aproveitar nossos momentos juntas.
Eu me lembro muito bem de quando você disse que ficaria feliz em viver como uma cigana. Você se lembra daquela noite em que disse isso? Pobre garota. Você não sabia o que estava desejando. Não é difícil se sentir completamente sozinha, sem ninguém que se importe com você?
Linda, a fotografia que estou mandando leva com ela muitos beijos meus para você. Lembre-se de ser o mais feliz possível.
Mande lembranças para o Diego.
O Sr. Montenegro ligou hoje para dizer que ele me trará as imagens. Estou esperando por ele.
O Paco ainda está doente. Cristi e as crianças estão bem.
Espero que você tenha um dia feliz na companhia de Diego. Desculpe-me pela escrita ruim, não reescreverei porque não tenho tempo. Tenho um presente para você aqui. Darei a você quando voltar. Mando muitos beijos até que possa beijá-la pessoalmente.
Sua mãe que lhe adora, Matilde

Mostrar menosMais informações

Detalhes

  • Título: Carta de Matilde Calderón de Kahlo para sua filha Frida Kahlo, 1º de janeiro de 1932
  • Criador: Matilde Calderón de Kahlo
  • Data de criação: 1932
  • Local de criação: Mexico
  • Idioma original: Spanish
  • Tipo: Document
  • Link externo: National Museum of Women in the Arts
  • Direitos: Nelleke Nix and Marianne Huber Collection: The Frida Kahlo Papers; National Museum of Women in the Arts Library & Research Center

Recomendado

Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil