Carregando

Central Telefónica Manual OB 2600, Tipo Costureirinha, L.M. ERICSSON

L.M.ERICSSONSéculo XIX- XX

Fundação Portuguesa das Comunicações

Fundação Portuguesa das Comunicações

Central telefónica manual, da marca L.M. Ericsson modelo TEL. A.B., do tipo costureirinha com dez linhas de rede telefónica e cinquenta extensões possíveis (postos secundários) destinada às comunicações telefónicas manuais entre assinantes. É constituída, na parte inferior, por uma estrutura em ferro com o formato de máquina de costura, sobre a qual assenta uma estrutura em madeira de formato retangular. Na parte mais recuada da mesa, assenta um corpo em madeira com um formato retangular paralelepipédico. Na parte frontal deste corpo em madeira possui, na parte superior, um conjunto de alvéolos numerados de um a cinquenta, protegidos com uma tampa que cai sempre que a extensão correspondente a esse número é ativada. Na parte inferior frontal deste corpo possui, cinquenta alvéolos numerados de um a cinquenta para encaixe da ficha terminal do cordão telefónico de ligação de chamar. Possui ainda, na parte inferior dez alvéolos numerados de um a dez protegidos com uma tampa amovível, correspondentes a cada uma das dez linhas de rede, que cai sempre que qualquer das linhas é acionada. E ainda em cada um dos extremos, dois botões identificados por "U" e "MI" para atuação especifica de comunicação. Do lado esquerdo possui uma haste metálica para colocação do microtelefone na posição de repouso. Na parte posterior possui uma tampa de madeira amovível com uma fechadura que permite o acesso ao interior da central manual para verificação ou reparação de quaisquer das suas ligações elétricas/eletrónicas; nessa tampa está colada um esquema sintético das ligações funcionais da central manual. Na parte mais próxima da mesa possui, na horizontal, dez alvéolos para a saída das fichas terminais dos cordões telefónicos de ligação; e ainda um conjunto de dez comutadores de deslocação horizontal correspondentes ao ligar e desligar de cada uma das dez linhas telefónicas de rede, bem como três comutadores de deslocação horizontal para a retenção da linha de chamar identificados por "T", "I" e "B". Na parte frontal da mesa possui do lado direito, uma manivela de rotação com magneto que, quando acionada, cria a tensão de indução necessária ao estabelecimento da comunicação com o exterior ou com qualquer das extensões. Do lado esquerdo possui a entrada/fixação do cabo do microtelefone. Na parte posterior da mesa, existe um conjunto de terminais metálicos para fixação dos condutores telefónicos necessários. Na parte inferior da mesa encontram-se suspensos, com pesos, dez cordões telefónicos correspondentes ao mesmo número de linhas da rede telefónica, bem como a saída de dois cabos telefónicos (com quatros condutores cada) para ligação à rede telefónica pública.

Mostrar menosMais informações

Recomendado

Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil