A carregar

Fonte bicéfala

Autor desconhecidoSéculo XVI

MNAA Museu Nacional de Arte Antiga

MNAA Museu Nacional de Arte Antiga
Lisbon, Portugal

Peça enigmática quanto à sua origem, e formalmente isolada, associa duas cabeças coroadas e dois escudos com as divisas de D. Manuel I e de D. Leonor.
Enquadrada no contexto da arte pública do período manuelino, esta peça é composta por uma coluna torsa decorada com escamas de réptil, rematada por duas bicas antropomórficas, uma com rosto feminino coroado e a outra, também coroada, com rosto masculino barbado. Nas faces laterais da coluna relevam-se dois escudos. O primeiro tem a esfera armilar esculpida em alto-relevo, com elíptica onde corre a inscrição E.M.P.R.P – Emanuel Primus Rex Portugaliae, correspondente ao nome de D. Manuel I (1495-1521) – em capitais romanas. No segundo, com o mesmo talhe, mostra-se o camaroeiro, empresa da rainha D. Leonor, mulher de D. João II (1481-1495) e irmã de D. Manuel I. A presença do camaroeiro situa a peça na órbita do mecenato de D. Leonor.
A representação simultânea das empresas de D. Manuel e de D. Leonor no mesmo monumento é rara, mas ocorre, por exemplo, no Pelourinho de Óbidos.

Detalhes

  • Título: Fonte bicéfala
  • Criador: Autor desconhecido
  • Data de Criação: Século XVI
  • Localização da Criação: Lisboa, Portugal
  • Dimensões físicas: 107 cm x 71 cm x 50 cm
  • Tipo: Escultura
  • Direitos: MNAA Museu Nacional de Arte Antiga, inv. 644 Esc
  • Material: Pedra (calcário)

Recomendado

Google Apps