A carregar

Gárgula - gafanhoto

Diogo de Boitaca, João de Castilho e Diogo de TorralvaSec. XIX

Mosteiro dos Jerónimos

Mosteiro dos Jerónimos

Destinado essencialmente ao isolamento da comunidade monástica, era um local aprazível e sereno que permitia a oração, a meditação e o recreio dos monges da Ordem de S. Jerónimo.

Projectado por Diogo de Boitaca, que iniciou os trabalhos no começo do século XVI, foi continuado por João de Castilho a partir de 1517 é concluído por Diogo de Torralva entre 1540 e 1541. Pelo seu valor e simbologia, o claustro do Mosteiro dos Jerónimos representa um dos monumentos mais significativos da arquitectura manuelina. De duplo piso abobadado e planta quadrangular, apresenta na sua decoração a originalidade deste estilo, ao conjugar símbolos religiosos (elementos da Paixão de Cristo, entre outros), regios (cruz da Ordem Militar de Cristo, esfera armilar, escudo régio) e elementos naturalistas (cordas e motivos vegetalistas que coabitam com um imaginário ainda medieval, de animais fantásticos).

Na ala norte do claustro inferior encontra-se o túmulo de Fernando Pessoa, da autoria de Lagoa Henriques, executado em 1985.

Mostrar menosLer mais
  • Título: Gárgula - gafanhoto
  • Criador: Diogo de Boitaca, João de Castilho, Diogo de Torralva
  • Data de Criação: Sec. XIX
  • Localização física: Belém, Lisboa, Portugal
  • Localização da Criação: Belém, Lisboa, Portugal
  • Tipo: Mosteiro
  • Direitos: DGPC/ADF - Luis Pavão
  • Material: Calcário de lioz

Recomendado

Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil