50 Anos de carreira

Instituto Elifas Andreato

POLITICA

Quando a luta contra a ditadura chamou, Elifas abriu mão daestabilidade e do alto salário na Editora Abril para dedicar-se à imprensa alternativa, pintou Vladimir Herzog assassinado, desenhou a caveira de quepe do Livro Negro da Ditadura Militar.

"Todas as manhãs antes de iniciar o suplício de registrar o horror praticado pelo regime militar, no pior período da nossa história recente, eu chorava por todos que pereceram na luta contra a ditadura."

Créditos: história

Instituto Elifas Andreato, 2016

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil