agosto de 2012 - março de 2014

Museu a Céu Aberto de Pincoya

Museo a Cielo Abierto en La Pincoya

Lute por seus direitos
Museo a Cielo Abierto en La Pincoya / 2014

O Museu a Céu Aberto de Pincoya, é um projeto social de intervenção muralista nas ruas do bairro Pincoya. O objetivo é retratar a história do bairro com um olhar profundo da realidade histórica popular por meio da arte mural.

O Mural social tem uma história importante no bairro, já que nos anos da ditadura militar, expressaram as dores mais horríveis. Desde o desaparecimento e execuções de seus moradores, até o amor. Naqueles anos onde as consciências dos moradores podiam ser tocadas pelas cores sentimentais de obras realizadas por coletivos muralistas improvisados por moradores e aqueles da Brigada Ramona Parra, sempre tratando de amarrar os sonhos que são de todos.

Nosso projeto busca ser uma atividade de compromisso social com o bairro, refletindo as histórias próprias do povo e para o povo. Buscamos enviar uma mensagem de igualdade, sonhando uma sociedade mais junta para nós os moradores, que sofremos a discriminação, a exclusão na educação na saúde, o endividamento até para alimentar as famílias, entre outros problemas. A realidade dos bairros pobres do Chile, os nossos bairros. As cores nos espaços do bairro influem em todos que passam, e veem uma mensagem que busca questionar a realidade, para reativar o pensamento da unidade e a luta social, porque Chile é um país muito solidário mas esta adormecido.

Vídeo introdutório do projeto. Realizado por pintandoandamos.org
Mulher e Allende: Mural realizado para a organização "Mulheres sem Fronteiras" de Pincoya.
Mural executado: Em memória aos presos desaparecidos e executados políticos durante a ditadura cívico-militar. Mural realizado enm 2001 por vizinhos e restaurado em 2013.

Os murais que temos realizado buscam estar relacionados com as históricas lutas populares: 

A cozinha comunitária, Colonias Urbanas, Mulheres luchadora comunitária, Os trabalhadores, as Crianças, a Educação, Povo Mapuche, etc. Murais que estão enlaçados com as demandas sociais históricas e atuais. Para todos nós, o mural é uma ferramenta que busca a transformação social, ao mesmo tempo que busca embelezar e por alegria em lugares onde a desolação é mais clara, para tocar o coração de quem possa questionar o mural, transformando as tristezas e baixa autoestima da população em rebeldia contra as políticas antissociais impostas pelos governos neoliberais de centro-direita.

Sabemos que o bairro Pincoya foi um lugar de organização subversiva nos tempos de ditadura, planejaram nestes solos  o atentado falido ao ditador Pinochet. Portanto, a população antes e agora, tem ânsia de se libertar, o que tem mais sentido quando cada um de seus habitante se faz consciente da profunda injustiça social que afeta a maioria de nós.

Hoje o projeto tem se transformado em um grupo inumerável de amigos, muralistas e grafiteiros. Cada dia são mais os artistas urbanos de todos os cantos da América Latina e Chile, que querem contribuir para a causa, fazendo um mural no bairro. Isso nos inspira a romper mais com as fronteiras em todos os aspectos, porque o sonho é grande e tem sentido. Alguns dos artistas que até agora tem participado correspondem a criadores provenientes de diversos países latino-americanos (Argentina, Colômbia e Peru) e de nosso Chile, reconhecendo-nos como irmãos em uma mesma Latinoamérica subjugada a maquinaria do capitalismo global, mas que esta buscando sua libertação.

A entrega do caído: Mural realizado pelo Decertor, muralista peruano em homenagem a todos os mártires que deram sua vida lutando pela libertade.
As colônias urbanas: Mural realizado pelo colectivo Stylo Sucio em homenagem a organização de jovens durante os anos de fome e ditadura. Os jovens seguem até o dia de hoje trabalhando com as crianças do bairro, para entregar um espaço de recreação durante os meses de verão.
Direitos da criança. È um mural realizado e pensando pelas crianças do bairro. Este mural foi pintado por Pecko, Odex, NASS e Sofrenia.
Homenagem a Carlos Farina: Mediante este mural o coletivo Con Nuestras Manos, busca fazer memória da violência sistemática do estado durante os anos de ditadura no Chile. Carlos Farina, foi um menino de 13 anos de idade que foi assassinado por militares na época e sua mãe morreu buscando o filho desaparecido. Os restos de Carlos, foram encontrados no ano 2000.
O Movimento Trabalhador no Chile: É um mural que retrata a história de luta dos trabalhadores. Desde os anos das salitreras e o massacre na escola Santa María de Iquique até os dias atuais  trabalhadores terceirizados, o modelo de exploração é mantido pelo controle dos poderosos. Mural criado por 12 Brillos Crew.
A perseguição política: É um mural realizado pelo muralista peruano Olfer Leonardo, que faz uma representação e um Caravaggio, onde Cristo é arrastado pelos romanos. Neste mural a reinterpretação faz alusão aos atuais poderes represivos.
Em 2013 se completaram 40 anos do golpe militar em Chile e também 40 anos desde o assassinato a Victor Jara. Cantor popular que entregou sua arte aos pobres e a quem este mural é recordado com muita emotividade. Seu canto seguirá o povo lutador.
 Mural Realizado por 12 Brillos Cre em honra aos povos Latinoamericanos.
Mural Intervencionismo Yanki em seu início.
Processo Mural.
Processo Mural.
Mural Intervencionismo Yanki na Latinoamerica. Desenvolvido coletivamente por mais de 20 muralistas e graffiteros de Santiago, Chile.
Mural pela educação: Realizado pelo colombiano Seta, refletindo como a educação pode libertar-nos, mas ressaltando que não é possível amarrar os sonhos dos jovens.
Mural pela educação de Seta.
Juana Calfunao, dirigente Mapuche na luta e nos territórios usurpados pelo estado de Chile e os colonos estrangeiros.
Marichiweu, 10 vezes venceremos: Mural realizado por Olfer Leonardo em 2013, ano de dura repressão as comunidades indígenas. O mural grita ao mundo a libertação dos presos políticos Mapuche e a revogação ditatorial anti-terrorista.
Mulher lutadora comunitária: Mural realizado por Urano e Larry, que representa o amor carinhoso da mulher a seus filhos e vizinhos.
Mural Realizado em comemoração ao dia Internacional da Mulher. Realizado por Ara Xilos com o apoio de companheiras pintoras no dia do encontro.
Em homenagem a Pablo Neruda, poeta fundador do bairro. O mural foi realizado por Henruz com o apoio de Fran e Fabi.
Realizado pela pintora colombiana Bastardilla em 2013. Fazendo alusão aos amigo que são chaves que abrem portas.
Processo Mural estilo Mola.
Processo Mural estilo Mola.
Processo Mural estilo Mola.
Mural Final estilo Mola.
Equipe de trabalho do Mural estilo Mola, na passagem Os Limões. Junto aos vizinhos.
Video realizado por Eclesiastika e Sofrenia com o material da oficina de graffiti/mural 2013.
Mural por una educación sin lucro, laica, gratuita y de calidad. Realizado por COAS  que refleja simbólicamente como hoy millones de estudiantes estudian sin poder ser libres, endeudados por más de 20 años y pagando créditos usureros.
Video del proceso del mural por la educación.
Créditos: história

Familia — Museo Pincoyano
Muralistas — Reforma Urbana (Argentina), El Decertor (Perú), Bastardilla (Colombia), Olfer Leonardo (Perú), Seta Fuerte (Colombia), 12 Brillos Crew, Injusticia, Urano, Boa, Paula, Mofera, Clau, Fran Ara, Stylo Sucio, Con Nuestras Manos, Denst, Cronos, Plek, Fabi, Fran Nuestra, Sol Reciclando Muros, Amancay Muralista, Carla Vilches, Tikay, FullColor, Luz Marina, Sofrenia, Ventarrón, Aner, Anis Sol, Enzo, Amaranta, Luciana Muñoz, Sam, Gery, Degra, Defos, Pecko, Odex, NASS,  Nestha, Luz Marina, Re100, Henruz, Schaski, Vera, Milene, Muralistas Pablo Vergara, Yono, Bigoth, Ecos, Causa, Jae, True, Mimo, Rouse, Femme y Coas
Videos — Eclesiastika, Francisca Massone, Sofrenia, David Chino Sanchez, Pp
Traducción Ingles — Samantha Williams
Traducción Frances — Clement B360T
Traducción Portugués — Joy Izauri
Talleristas — Sofrenia, Plek, Boa y Degra.

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil