Os Lusíadas para toda a família

Galeria de Arte Urbana

“Os Lusíadas para toda a família”
2013

Os artistas descreveram esta cena com quatro deuses (Baco, Vénus, Mercúrio e Júpiter) assistindo a viagem frota Portuguesa. Esta cena tem um sentido de humor particular muito presente nestes dois artistas.

Este grafitti é sobre a imagem de introdução de Os Lusíadas. Aqui podemos ver Camões, autor do poema épico, sentado num navio, com uma grande onda atrás.

O episódio do gigante Adamastor que representa a superação dos mais ponto do sul do continente Africano no caminho para o Oceano Índico. Os artistas descreveram a cena do monstro Adamastor como uma caverna pronta para engolir os navios de passagem. O monstro tem uma bóia de criança na sua cabeça. Esta cena tem um sentido de humor muito particular muito presente nesses dois artistas.

Aqui os artistas descreveram a história de Inês de Castro com um grande coração partido e ao seu lado tanto Inês de Castro e Pedro.

Paulo da Gama explica ao Catual o significado dos símbolos das bandeiras portuguesas, contando-lhe episódios da História de Portugal lá representados .Os artistas descreveram esta cena com um pastor (Viriato) vestindo uma pele de raposa sobre a sua cabeça e segurando uma espada de madeira olhando a paisagem. Há um mapa do trajecto de Lisboa até a descoberta da rota marítima para a Índia, desenhado nas suas costas.

O Velho do Restelo representa todos aqueles que eram contra esta viagem. Os artistas  descreveram o Velho do Restelo como um homem velho careca com corvo na cabeça, longas barbas a olhar os navios e no fundo a cidade de Lisboa.

A frota chega a Calcut. O catual visita a frota. Os artistas descreveram a chegada ao Calcut recorrendo ao imaginário religioso, como o elefante com quatro braços. O deus elefante está a segurar uma chamuça e também a vida selvagem local no colo.

Depois de vencer algumas dificuldades, os portugueses deixam Calcut, iniciando a viagem de regresso à pátria. Vénus decide preparar uma recompensa para os marinheiros, fazendo-os chegar a Ilha dos Amores. Para isso, Vénus mandou seu filho Cupido lançar flechas de amor às ninfas, sendo feridas pela deusa do amor, que receberão os marinheiros portugueses loucamente apaixonadas por eles. Os artistas descreveram esta cena com a deusa do amor em que envia a frota para Ilha dos Amores e à direita uma ninfa à espera dos marinheiros.

A frota portuguesa tem enfrentado a fúria do mar e do monstro, no episódio do Adamastor gigante que representa o passar do ponto mais ao sul do continente Africano no caminho para o Oceano Índico. Os artistas aqui representaram a fúria do oceano com a mão gigante a segurar um copo com água e lá dentro a frota.

Este grafitti representa o TAG (assinatura de ambos os artistas) RAM e MAR durante o trabalho em equipe - The ARM Collective

A machina mundi onde tudo é criado envia uma carruagem puxada por um peixe místico enorme que tenta engolir Camões. As pernas de Camões em esqueleto com a língua do peixe enrolada à sua volta, enquanto a parte superior do tronco é representado como um aquário com um barco dentro. Camões tem um braço esticado tentando salvar sua obra principal - Os Lusíadas.

Créditos: história

Photography — 2013 José Vicente | GAU | DPC | CML

Créditos: todos os meios
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes, podendo nem sempre refletir as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil