2017

Introspecção: autorretratos

Colección Blaisten

Como os contemporâneos de Frida Kahlo viam a si mesmos?

O ato do autorretrato
O autorretrato é um exercício de autoanálise em que os traços da personalidade de um artista são revelados de formas conscientes e inconscientes. É também um modo de um artista se imortalizar.
O artista como criador
Os autorretratos enfatizam o trabalho de um artista, não apenas por demonstrarem habilidade, mas também por reconhecê-lo como o criador do próprio mundo e da própria transformação.
Identidade
Nos autorretratos, os artistas incorporam elementos que definem a própria individualidade.

No caso de Rosa Rolanda, as orquídeas simbolizam a feminilidade pela semelhança com a genitália feminina.

Nesse outro autorretrato de Rosa Rolanda, a borboleta representa a voz dela. A pintura é a ferramenta que a artista encontra para expressar pensamentos e sentimentos.

O broche que o artista Feliciano Peña está segurando com tanta ternura simboliza o orgulho que ele tinha das próprias origens indígenas.

O autorretrato de Dr. Atl mostra vulcões: a paixão e obsessão dele.

O Mexican Fencepost é um tipo de cacto do norte do México, onde Alfonso X. Peña nasceu. Ele incorporou a planta às obras para simbolizar o fato de que, apesar de ter viajado muito, nunca se esqueceria de onde veio.

Os cavalos eram animais muito usados nas obras de María Izquierdo, e o xale vermelho é uma alusão ao México.

Reinterpretação da própria identidade
Por meio do gênero do autorretrato, os artistas reinterpretam a si mesmos para revelar desejos e anseios profundos.

María Izquierdo retratou a si mesma como era na infância, talvez como recordação de uma lembrança querida.

Em contraste, a mesma artista também se pintou como uma virgem de luto, colocando-se no papel de mártir que aceita o destino.

Emilio Baz Viaud pintou a si mesmo como um adolescente, apesar de já ser um homem mais velho na época.

No autorretrato de Manuel González Serrano, é impossível não notar o olhar triste que observa o espectador e quase faz com que você sinta que pode penetrar nos pensamentos mais profundos do artista.

Si vemos la inscripción podemos percatarnos de que fue un autorretrato hecho en una sola noche.

Manuel González Serrano ilustra a própria tristeza com as lágrimas que escorrem pelo rosto dele.

As lágrimas alimentam as raízes das plantas que crescem dentro da cabeça e atraem as belas borboletas que voam por ali. Os insetos simbolizam a beleza das ideias que entram na mente dele.

Frida Kahlo produziu esse desenho no Estado de Puebla, no México. Ele faz parte de um pequeno número de obras de Frida que possuem uma natureza erótica.

Judy, a enfermeira de Frida, cuidava dela com grande ternura, e as duas chegaram a ter um caso amoroso. É por esse motivo que três nomes são mostrados na obra, e o nome de Judy aparece entre os de Frida e Diego.

Créditos: história

Texts and selection of work: Renata Blaisten

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil