Os feitiços têm vários usos: se quiser ter sorte no amor, precisar de proteção contra uma doença ou simplesmente quiser ficar invisível, continue lendo. No mundo mágico de Harry Potter, vassouras são objetos encantados. Atualmente, as vassouras continuam tendo conotações mágicas e ainda são usadas por bruxas e bruxos modernos.

Nenhuma ilustração de bruxas feita por trouxas está completa sem uma vassoura […] não devemos nos surpreender que vassouras e magia estejam indissoluvelmente ligadas na cabeça dos trouxas."
Quadribol Através dos Séculos

Vassoura de Olga Hunt
Todos os bruxos e bruxas devem ser capazes de voar em uma vassoura. Essa vassoura de bruxa tradicional, com um cabo elaboradamente colorido, pertenceu a Olga Hunt de Manaton, Devon, Inglaterra.

Ela a usou para fins mágicos. Diz-se que em uma noite de lua cheia, ela saltou ao redor das Haytor Rocks, em Dartmoor, alarmando casais e campistas.

Harry e Draco voando
Jim Kay está ilustrando Harry Potter em edições novas para a Bloomsbury. Nesta pintura preliminar de A Câmara Secreta, Harry é mostrado semicerrando os olhos na chuva, as mãos presas firmemente ao redor do cabo da vassoura; um Draco Malfoy ofuscado pelas gotas voa em direção a ele ao fundo.

As bruxas de Lancashire
Este pequeno livro encantador se chama The History of the Lancashire Witches. Ele descreve esse condado inglês como "famoso pelas bruxas e as peças muito estranhas que elas pregam". Juntamente com essa imagem de uma bruxa alegre montada em uma vassoura, o autor anônimo declara que "as bruxas de Lancashire diferenciam-se principalmente pela alegria e pelas brincadeiras" e são "mais sociáveis do que as outras".

Parece familiar
Há muito tempo as bruxas são associadas a espíritos sobrenaturais conhecidos como familiares. Esta ilustração mostra Margaret Wait (nº 11) com o familiar dela (nº 12), descrito como "uma coisa deformada com vários pés, coberta de pelos e do tamanho de um gato". Margaret foi acusada, em 1621, de ter usado feitiçaria para causar a morte repentina de Anne Fairfax de Fewston, Yorkshire. O caso desmoronou quando uma das amigas de Anne admitiu que tinha inventado as alegações, mas isso não impediu que a família da vítima fizesse este registro das supostas circunstâncias de sua morte.

Esta ilustração mostra Margaret Wait (nº 11) com o familiar dela (nº 12), descrito como "uma coisa deformada com vários pés, coberta de pelos e do tamanho de um gato".

"O Prof. Flitwick os chamou à sala de aula, um a um, para verificar se conseguiam fazer um abacaxi sapatear na mesa."
Harry Potter e a Pedra Filosofal

Um anel mágico
Este papiro faz parte de um guia grego de magia, feito em Tebas no século IV. O guia contém os encantamentos para descobrir ladrões e revelar pensamentos secretos das pessoas.

Ele também descreve como preparar este anel mágico. O proprietário foi aconselhado a inscrever o feitiço no anel e depois enterrá-lo no chão. A inscrição deve ser feita de acordo com a seguinte fórmula: "Que [algo] nunca aconteça enquanto isto continuar enterrado".

Abracadabra
Nos tempos antigos, acreditava-se que o encantamento "Abracadabra" era um feitiço com poderes de cura.

Alguns conselhos mágicos dados ao longo dos séculos soam um pouco estranhos em um contexto moderno. Quintus Serenus Sammonicus, médico do Imperador Caracala, prescreveu "Abracadabra" como uma cura para a malária. Ele recomendou que essa palavra fosse escrita repetidamente, cada vez omitindo uma letra. O feitiço deveria ser usado como um amuleto ao redor do pescoço, fixado com linho, pedras coral ou a gordura de um leão.

"'Eu estive pensando, devíamos começar pelo Expelliarmus, sabem, o Feitiço para Desarmar.' "
Harry Potter em Harry Potter e a Ordem da Fênix

Como experimentos para ficar invisível devem ser preparados
Você já se perguntou o que deve fazer para ficar invisível? De acordo com este manuscrito inglês do século XVII, chamado The Book of King Solomon Called The Key of Knowledge, você só precisa recitar as seguintes palavras (não nos culpe se o feitiço não funcionar!).

"Stabbon, Asen, Gabellum, Saneney, Noty, Enobal, Labonerem, Balametum, Balnon, Tygumel, Millegaly, Iuneneis, Hearma, Hamorache, Yesa, Seya, Senoy, Henen, Barucatha, Acararas, Taracub, Caramy, pela misericórdia que tendes pela humanidade, fazei-me invisível".

Um feitiço de amor
Este feitiço de amor foi criado na Holanda em algum momento do século XX. Ele foi pintado em uma concha de ostra para garantir a fertilidade e foi produzido para um casal cujas primeiras iniciais eram "J" e "R". Essas letras são unidas com um filamento vermelho, enquanto um par de corações encostados um ao outro representa o amor deles. Acima, estão os signos do casal: ♉ para touro e ♊ para gêmeos.

Créditos: todos os meios
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes, podendo nem sempre refletir as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil