Um pequeno grande museu

Casa Guilherme de Almeida

Bem-vindo ao museu literário e biográfico Casa Guilherme de Almeida – Centro de Estudos de Tradução Literária. Inaugurado em março de 1979, o museu-casa está instalado na residência onde o poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida (1890-1969) viveu, de 1946 até o ano de sua morte, com a sua esposa Baby de Almeida.

O museu tem como objetivos centrais preservar o legado e a memória do poeta, bem como promover o conhecimento de sua obra, oferecendo ao público intensa programação cultural, relacionada ao amplo campo de atuação de Guilherme.

A Casa Guilherme de Almeida é uma instituição da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, administrado atualmente pela POIESIS, Organização Social de Cultura.

Biografia
Guilherme de Almeida (1890-1969), poeta, jornalista, tradutor literário, crítico cinematográfico e advogado, foi figura de destaque na vida cultural do país na primeira metade do século XX e um dos mentores do movimento modernista brasileiro. Sua estreia literária ocorreu em 1916, com Mon Coeur Balance e Leur Âme, peças escritas em francês em coautoria com Oswald de Andrade. Seu primeiro livro de poemas, Nós, foi publicado em 1917. Em 1922, atuou decisivamente na realização da Semana de Arte Moderna, ajudando a fundar a revista Klaxon, porta-voz do movimento, integrando a equipe de seus editores. 

Guilherme de Almeida com o irmão Estevam e mais dois soldados, na cidade de Cunha, durante a Revolução Constitucionalista de 1932.

Guilherme de Almeida (direita), como Presidente da Comissão do IV Centenário de São Paulo, em visita a obras no Parque Ibirapuera, 1954.

Guilherme na ocasião de sua posse como Imortal da Academia Brasileira de Letras, em 06 de março de 1930.

Grupo de modernistas e amigos, em 1922, na entrada da casa do Dr. Estevão de Araújo Almeida, pai de Guilherme de Almeida: Mario de Andrade, Laerte Davi do Valle, Baby de Almeida, Antonio Couto de Barros, Rubens Borba de Moraes, Vicente de Paula Vicente de Azevedo, Antonio Candido, Zé Mariano, Paulisto Nogueira, Antonio Joaquim de Almeida e Guilherme de Almeida.

Acervo iconográfico
O acervo da Casa Guilherme de Almeida é constituído por uma significativa coleção de obras de arte (gravuras, desenhos, esculturas, pinturas), em grande parte oferecida ao poeta pelos principais artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Emiliano di Cavalcanti, Lasar Segall e Victor Brecheret.

Sala de estar do Museu

Biblioteca
A ampla e diversificada biblioteca do escritor é outro atrativo da Casa, assim como a hemeroteca e o arquivo fotográfico. O mobiliário e os objetos decorativos, cuidadosa e seletivamente recolhidos por Guilherme e sua esposa, Baby de Almeida, compõem, também, um raro conjunto.

A Biblioteca do Museu, no piso superior

Os ambientes da Casa
O sobrado de aproximadamente 240 m², situado na rua Macapá, no bairro Pacaembu, foi projetado pelo arquiteto Silvio Jaguaribe Ekman  em 1944 e teve sua construção finalizada em 1946, mesmo ano em que o casal Guilherme e Baby passou a habitá-lo.
Trecho da crônica “Escada de minha mansarda”
“Íngreme, estreita, escura e curva é a escada que sobe para minha mansarda. Capaz de desanimar os velhos fôlegos cardíacos, nunca, entretanto, intimidou meu já muito vivido coração. Pelo contrário: leva-me leve, alado como os anjos da escada de Jacó”. Guilherme de Almeida
Programação do Museu
As diversas áreas de atuação de Guilherme de Almeida definem as atividades que acontecem na Casa Guilherme de Almeida. 
Visitas
As visitas à Casa Guilherme de Almeida – sempre orientadas por educadores – podem ser agendadas ou espontâneas, e são gratuitas. A Casa Guilherme está preparada para receber pessoas com deficiência física, auditiva ou visual, oferecendo oficinas artístico-literárias como atividades complementares à visitação.

Visitante utilizando adaptação em prancha tátil da obra "Retrato de Baby de Almeida", de Lasar Segall.

Visitante utilizando adaptação em prancha tátil da obra "Romance", de Tarsila do Amaral.

Centro de Estudos de Tradução Literária
Dada a importância do poeta como tradutor, o museu Casa Guilherme de Almeida associa, a suas atividades museológicas e educativas, a função de um Centro de Estudos de Tradução Literária que permite a um público mais amplo reconhecer a especificidade da tradução literária e poética. O Centro de Estudos promove a difusão da tradução literária por meio de ensino, pesquisa, atividade editorial e programação de eventos especiais.
Atividades do Centro
Transfusão - Encontro Anual de Tradutores Literários que acontece desde 2011, promovendo intercâmbio entre autores e tradutores brasileiros e estrangeiros.   Programa de estagiários em parceria com a Universidade de Birmingham, no Reino Unido, que proporciona a estudantes de graduação estrangeiros o exercício de tradução de Guilherme de Almeida para o inglês.   Parceria – o Centro de Estudos trabalha em cooperação com instituições acadêmicas e não acadêmicas nas áreas de ensino e formação, pesquisa e fomento da atividade tradutória entre eles: Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal Fluminense (UFF), entre outros.   Programa Formativo para Traduções Literários, que permite a interessados se familiarizarem com aspectos teóricos e históricos da tradução, bem como com a prática tradutória.
Sala Cinematographos
"Cinematographos” é o nome original da coluna que Guilherme de Almeida escrevia diariamente no jornal O Estado de S. Paulo entre os anos 1920 e os anos 1940, pioneira da crítica cinematográfica em nosso país. Durante dezesseis anos ele produziu milhares de críticas de filmes das mais variadas origens e temas. Com uma programação intensa e diversificada, a Sala Cinematographos vem resgatar esse ofício do poeta, propondo a difusão, o debate e a formação sobre o cinema e sues diversos aspectos.
Outras atividades do Museu
O museu Casa Guilherme de Almeida e o Anexo do Museu promove uma programação intensa nas áreas de formação e difusão cultural, destacando-se: - Encontros Peripatéticos: inspirados no conceito aristotélico de “ensinar passeando”. - Bloomsday: tradicional festa literária em homenagem à obra do escritor irlandês James Joyce. - Semana Guilherme de Almeida: Em Julho, no mês do nascimento e da morte do poeta, realiza-se uma semana de eventos voltados à sua obra literária. - Grupo de Pesquisa e Análise da Obra de Guilherme de Almeida. - Oficina de Restauro de Livros.

Evento anual em homenagem ao escritor James Joyce, realizado - sempre no dia 16 de junho - em parceria com o Finnegan's Pub, em São Paulo.

Leitura dramática de Antígone, de Sófocles, em tradução de Guilherme de Almeida.

Venha nos visitar!
Museu: R. Macapá, 187 – Pacaembu | São Paulo | Brasil Tel.: (11) 3673-1883 / 3672-1391 // Anexo: R. Cardoso de Almeida, 1943 – Pacaembu | São Paulo | Brasil

Visitação: de terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h). Grátis. Agendamento necessário para grupos acima de oito pessoas.
Oficinas educativas: realizadas nos finais de semana. Verifique a programação no site.
Visitas pré-agendadas (grupos de até 40 pessoas): às terças a sextas-feiras, às 10h ou às 14h; 90 min. Email: educativo@casaguilhermedealmeida.org.br

Casa Guilherme de Almeida
Créditos: história

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Geraldo Alckmin | Governador do Estado
Marcelo Mattos Araújo | Secretário de Estado da Cultura
Renata Motta | Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico

POIESIS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA
Clóvis Carvalho | Diretor Executivo
Plínio Silveira Corrêa | Diretor Administrativo-Financeiro
Maria Izabel Casanovas | Assessora Técnica
Ivanei Silva | Museólogo

CASA GUILHERME DE ALMEIDA
CENTRO DE ESTUDOS DE TRADUÇÃO LITERÁRIA
Marcelo Tápia | Diretor
Simone Homem de Mello | Coordenadora do Centro de Estudo de Tradução Literária
Donny Correia | Coordenador de Programação Cultural
Cintia Andrade | Coordenadora de Ação Educativa
Suzi Bonifácio | Supervisora Administrativa
Marlene Laky | Técnica em Preservação de Livros
Daniel Babalin | Educador
Sidnei Vieira| Educador
Flávia Cristina Reis Violim | Educadora
Denise Soares | Assistente Administrativa
Karina Borgo | Assistente Administrativa


EXPOSIÇÃO
Luciana Barbosa | Desenvolvimento e pesquisa
Ivanei Silva | Supervisão
Marcelo Tápia | Coordenação geral

Créditos: todos os meios
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes, podendo nem sempre refletir as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil