O Conservatório Musical Campinas

Fundado em 1949, o Conservatório Musical de Campinas surgiu como departamento filiado ao Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro e esteve, durante toda sua existência, sob direção da pianista e professora Olga Rizzardo Normanha. O curso especializado em piano, o grupo “Jovens violinistas de Campinas”, o “Ballet Vitória Régia” (1º curso oficial de ballet iniciado em Campinas) e o “Jardim encantado das artes” (escola de arte infantil), formavam o conjunto de atividades e cursos que foram oferecidos por muito tempo pelo Conservatório Musical de Campinas, tendo o grupo “Jovens Violinistas” dado origem a orquestras como a Sinfônica João de Tullio e, posteriormente, à atual Sinfônica de Campinas. É justamente uma parte desta importante história que esta exposição procura abordar, tendo como foco o acervo da referida instituição cultural custodiado pelo Centro de Memória-Unicamp.
Olga Normanha iniciou seus estudos musicais ainda muito jovem e teve por professores nomes como Francisco Mignone, Mario Andrade, Guilherme Mignone (no Conservatório Dramático Musical de São Paulo), João Sepe, João Gomes Araújo, Samuel Arcanjo dos Santos e Carlos Alberto Gomes Cardim. Olga casou-se com o engenheiro Edgard Sant’Ana Normanha com quem teve duas filhas, Elizabeth e Regina, também formadas pelo Conservatório. Viajou inúmeras vezes ao exterior para realizar aprofundamentos e intercâmbios culturais, tudo aquilo que pudesse contribuir para a gestão e vivência do Conservatório Musical de Campinas. Meio a este rico trabalho de educação musical, Olga Normanha, junto a outros professores do conservatório, formou musicistas que ganharam destaque neste cenário, tais como Sônia Rubinsky, Jane Rosa Faria, Silvia Castro, entre outros.
O Conservatório Musical de Campinas, a partir de 1957, teve sua sede transferida para a Pontifícia Universidade Católica de Campinas e, mais tarde, se viu pressionado a fechar suas portas por questões de dificuldades financeiras. A luta de pais e alunos para que isto não ocorresse deu ao conservatório seu último suspiro e fôlego para continuar com suas atividades até 1997, quando as encerrou definitivamente.
Créditos: história

Coordenação Geral:
Marli Marcondes

Curadoria:
Aline Assencio
Fernanda Moreira
Gabriela Toledo
Mariana Cavanha
Marli Marcondes

Texto:
Mariana Cavanha

Legendas:
Cássia Denise Gonçalves
Fernanda Moreira
Gabriela Toledo

Reprodução e Tratamento das Imagens:
Antônio Augusto Ferreira

Apoio:
Renata Seixas Barbosa Maia

Realização:
Centro de Memória-UNICAMP

Direção:
Dra. Maria Elena Bernardes

Tradução:
Lude Gomes Cardoso Nunes

2013

*A presente mostra é fruto das atividades de estágio de Fernanda Moreira, aluna de Prática de Estágio Supervisionado em Unidades de Informação B da Faculdade de Biblioteconomia da PUC-Campinas, e de Gabriela Toledo e Mariana Cavanha, alunas de Estágio Supervisionado do Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas – Unicamp.

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil