06/05/1989 - 03/10/1991

Anos de Mudança

DDR Museum

Um diário típico da época da reunificação alemã 
Museu da RDA, Berlim

Domingo, 7 de maio de 1989

Querido diário,

Eleições esta manhã. Foi novamente uma dor imensa. Disse à vaca do SED da comissão eleitoral: estou à espera há oito semanas por um canalizador. A torneira no meu jardim continua a pingar e nada acontece. Ela tirou uma nota. À noite, na televisão ocidental, disseram que alguns grupos tinham provado que a eleição era fraudulenta contando eles próprios os votos. Segundo eles, muitos eleitores votaram contra os candidatos da Frente Nacional. O que se espera do povo é que participe obedientemente nas eleições e não cause problemas. Mas isto será definitivamente relatado. Então, não há qualquer hipótese de arranjarem a minha torneira.

 

 

Esta urna foi utilizada nas últimas "Volkswahlen" (eleições gerais) em Leipzig

Contexto:

As últimas eleições gerais, com base numa lista unificada ("Einheitsliste") estabelecida pelo SED. 98,77% dos eleitores elegíveis votaram e, de acordo com a comissão eleitoral, 98,84% dos mesmos votaram a favor dos candidatos da Frente Nacional. Grupos independentes conseguiram provar que os resultados das eleições eram fraudulentos através da monitorização da contagem dos votos nas assembleias de voto.  

Quarta-feira, 7 de junho de 1989

Querido diário,

O nosso colega de trabalho, Stefan Wille (Steve), tornou-se ativista dos direitos civis. Às 17h00, foi até à Alexanderplatz para protestar contra a fraude eleitoral. Leu acerca da fraude eleitoral nos Umweltblätter (boletins ambientais) que são apresentados na igreja. Não aconteceu nada de significativo em Alexanderplatz. Muita polícia e toneladas de Stasi. O Steve mudou rapidamente de ideias. Ele é mais esperto do que isso. Agora está previsto realizar-se ao dia 7 de cada mês.

Máquina de impressão na Umwelt-Bibliothek

Contexto:

Em abril de 1987, cerca de 1000 cópias dos boletins ambientais começaram a ser publicadas em intervalos irregulares na Umwelt-Bibliothek (biblioteca ambiental) em Berlim. A nota "Nur für den innerkirchlichen Dienstgebrauch" (Apenas para uso oficial da igreja) ofereceu algum tipo de proteção contra os organismos estatais. Mesmo assim, a 25 de setembro de 1987, funcionários da segurança do estado invadiram as instalações da comunidade de Sião, confiscaram a copiadora e prenderam todos os presentes. Uma vigília solene diante da Zionskirche e um clamor dos meios de comunicação internacionais levaram as autoridades a ceder. A partir daí, os boletins ambientais tornaram-se na publicação mais conhecida da oposição. Foram publicadas trinta e duas edições até setembro de 1989. 

Postais das férias na Hungria

Contexto:

A 2 de maio de 1989, a Hungria começou a desmantelar as vedações na sua fronteira com a Áustria. Havia agora um buraco na Cortina de Ferro. Muitos cidadãos da Alemanha de Leste viajaram para a Hungria para ver se conseguiriam atravessar a fronteira. Reuniram-se em tendas em redor da embaixada da Alemanha Ocidental em Budapeste. A situação ainda era calma, mas havia raiva no ar.

Quinta-feira, 3 de agosto de 1989

Querido diário,

Tempo horrível. Ontem a temperatura média foi de 11,5º C, o dia mais frio em agosto desde 1893. Foi dado o alerta vermelho de tempestade nas estâncias balneares do Báltico. Isso significa uma proibição geral dos banhos. A tia Hiltrud escreveu um postal do Chipre. Tinha uma fotografia de um antigo templo debaixo de um céu azul-celeste. Nunca poderei ver estes países. Talvez a Bulgária ou a Hungria. A minha filha Annabel escreveu de Budapeste: "o verão vai ser interessante". Não faço ideia o que quer dizer.

Sábado, 2 de setembro de 1989

Querido diário,

O mais recente desporto dos cidadãos da RDA: trepar vedações de embaixada. Talvez recebamos mais uma medalha Olímpica por isso mais tarde. O inferno está à solta em Budapeste e Praga. Milhares de pessoas estão sentadas nos jardins da embaixada a exigir a sua saída. Espero que a Annabel não decida juntar-se a estes novos protestos em massa.

Objetos para acenar

Contexto:

A embaixada da Alemanha Ocidental em Praga fechou aos visitantes a 22 de agosto. Cada vez mais e mais cidadãos da RDA trepavam a vedação do Palais Lobkowicz. Na altura em que finalmente lhes foi concedida permissão para saírem, no final de setembro de 1989, cerca de 6000 pessoas estavam acampadas nos jardins da embaixada. Apenas três dias depois, mais 7600 alemães orientais estavam acampados na embaixada.

Sábado, 7 de outubro de 1989

Querido diário,

Foi cá uma festa pelo 40.º aniversário. Aplausos, abraços, risos, como se nada tivesse acontecido. Fomos à festa na Alexanderplatz. A Heidelore esteve meia hora numa fila para conseguir comprar pratos ornados com motivos em forma de cebolas azuis. Eu bebi duas ou três cervejas. Vi a manifestação na Alexanderplatz na televisão à noite. Milhares de jovens partiram para o Palazzo Prozzo. Conseguimos carregar as nossas compras até casa. Todos temos a nossa cruz para carregar.

Contexto:

A RDA celebrou de forma opulenta o seu quadragésimo aniversário. Enquanto os VIPs estavam a celebrar no Palast der Republik, manifestantes que exigiam uma reforma democrática reuniram-se no Relógio Mundial da Alexanderplatz às 17h. Prosseguiram depois até ao Palast der Republik. Após o cair da noite, as forças de segurança da RDA atacaram com brutalidade.

Segunda-feira, 9 de outubro de 1989

Querido diário,

As coisas estão finalmente a aquecer mesmo a sério. Dezenas de milhares de pessoas saíram para as ruas em Leipzig. As pessoas estavam muito indignadas com os velhos amigos no Politburo do SED. Havia rumores a circular de antemão. No trabalho, o meu colega Steve disse que havia tanques estacionados à volta de Leipzig. No entanto, obviamente, Gorbachev não permitiu que fosse mobilizados. Mesmo assim, ainda bem que fiquei em casa. Havia também alguns tumultos em Berlim.

Manifestações de segunda-feira em Leipzig a 9 de outubro de 1989
Lothar König nas manifestações de segunda-feira

Contexto:

Durante vários anos, rezava-se uma oração pela paz na Nikolaikirche em Leipzig todas as segundas-feira. A partir de março de 1989, aqueles que se tinham candidatado para sair do estado reuniam-se depois disso e iam para a estação de comboios principal. Em setembro de 1989, a manifestação de segunda-feira tornou-se num indicador da tensão cada vez maior e da crise política. A 9 de outubro de 1989, cerca de 70 000 pessoas juntaram-se e abriram caminho até ao centro da cidade.

Quarta-feira, 25 de outubro de 1989

Querido diário,

A Annabel evoluiu realmente desde a sua viagem de verão até Budapeste. Ela estava a pensar em atravessar a fronteira da Hungria para a Áustria com o namorado. Mas não quer fugir quando pode tentar mudar as coisas aqui. Ontem foi à Gethsemanekirche para uma "oração de informação". Depois atravessaram Berlim até ao edifício do Conselho de Estado para protestar contra a eleição de Egon Krenz para Presidente do Conselho de Estado. Lá, colocaram velas acesas no pavimento. Gritavam coisas como: "Egon Krenz, não te apoiamos. Egon, a tua eleição é uma mentira, o povo não te escolheu." E: "Desliga a televisão e junta-te a nós!" Porquê isto? Bem, agora a televisão é mais emocionante do que nunca. 

Erich Honecker, Secretário-geral do SED e Presidente do Conselho de Estado (1976-1989)
Manifestação contra Egon Krenz a 24 de outubro em Berlim
Reconstituição

Contexto:

Depois de Egon Krenz ter sucedido a Erich Honecker como Secretário-geral do SED, foi eleito Presidente do Conselho de Estado. Na Gethsemanekirche, foi escrita uma carta de protesto e foi tomada a decisão de a levar até ao Conselho de Estado como um grupo. Cerca de 12 000 manifestantes abriram caminho pacificamente até Berlim.

Segunda-feira, 6 de novembro de 1989

Querido diário,

Ao almoço, o Steve disse que a associação local de Berlim do Partido Social Democrata foi fundada ontem na Sophienkirche em Hamburger Straße. Ele aproveitou a oportunidade para se juntar. O nosso chefe de departamento, o Dr. Schmidt, apenas resmungou: "Não se debruce muito na janela. Se as coisas mudarem novamente, vai ser o primeiro com a cabeça no cepo." Steve disse que o seu avô costumava fazer parte do SPD. Nessa altura era a Esquerda contra os Comunistas. mas hoje é exatamente a coisa certa a fazer. Eles são muito bons em termos de organização. Assim que se entra, recolhem a primeira contribuição de membro: 20 DM. E com isso, a DSF (Sociedade pela Amizade Germano-Soviética) e a FDGB (Confederação dos Sindicatos Alemães Livres) acabam.

Recibo de contribuição de membro inicial no SDP

Contexto:

A 5 de novembro de 1989, foi formada uma associação local de Berlim do Partido Social Democrata na RDA (SDP). O partido tinha sido estabelecido num vicariato em Schwante a 7 de outubro de 1989. Outras associações locais foram também formadas e foram eleitos presidentes. 

Sexta-feira, 10 de novembro de 1989

Querido diário,

A Annabel foi a uma festa techno numa cave ou coisa parecida com o namorado. Estavam ambos incríveis. Quando não chegaram a casa à meia-noite, comecei a ficar preocupado. De seguida, a campainha tocou. O meu vizinho Krause estava à frente da porta do jardim com uma garrafa de Sekt. "O Muro está aberto", disse eufórico. Está um pandemónio em todas as passagens nas fronteiras, mas está tudo tranquilo. O Krause disse que estava à espera disto há 28 anos. Espero que os miúdos estejam em segurança no meio de todo o caos. Apareceram ao amanhecer. Dançaram a noite inteira na avenida Kurfürstendamm. A Annabel disse que foi a melhor festa de sempre.

Sistema de iluminação caseiro de 1986

Contexto:

A cultura techno de Berlim nasceu com a queda do Muro de Berlim. A reunificação começou a ter lugar em caves desocupadas imediatamente depois de 9 de novembro de 1989. "Quando o Muro caiu, houve um estrondo e este estrondo podia também ser ouvido na música", diz o DJ líder de Berlim, Tanith, descrevendo o papel do techno como banda sonora da queda do Muro.

Domingo, 12 de novembro de 1989

Querido diário,

É realmente uma migração em massa. A estação de comboios de Friedrichstraße está a rebentar pelas costuras. Já ninguém a verifica os BIs. Estávamos como sardinhas em lata no comboio. Multidões de pessoas na estação do Zoo. O trânsito estava totalmente parado. Os berlinenses ocidentais ficaram impressionados com a quantidade de berlinenses orientais. Perguntei onde era possível obter o "dinheiro de boas-vindas" no valor de 100 marcos. Foi-me dito que em qualquer banco ou posto dos correios. As filas eram mais curtas nos subúrbios. O que é que isso importa? Ficar numa fila não é novidade para nós. A atmosfera era fantástica. Um funcionário do posto dos correios pagou-nos 100 marcos da Alemanha Ocidental por cabeça e colocou um carimbo de data minúsculo nos nossos cartões de identidade.

Contexto:

Como os pensionistas na RDA não tinham dinheiro na moeda da Alemanha Ocidental, durante muito tempo o governo alemão oferecia a cada novo visitante do Leste uma soma de boas-vindas de 100 marcos. No dia a seguir à queda do Muro, esta generosa medida social foi automaticamente estendida às massas de pessoas que chegavam. 

Na fila para receber o dinheiro de boas-vindas em Badstraße, Berlim Ocidental, a 11 de novembro de 1989 (Fotografia: Matthias Schubert)
Winfried Witzel a falar sobre o dinheiro de boas-vindas
"Pessoa a picar o Muro"

Quinta-feira, 30 de novembro de 1989

Querido diário,

A mais recente loucura é picar o Muro em pequenos pedaços. Os jovens até vêm da Suábia para ficaram com um pedaço de cimento colorido ou um bocado de arame farpado. Procurei na minha caixa de ferramentas um martelo e um cinzel e fui até lá com a Heidelore. Com tantas rachadelas e marteladas, parecia que mil pica-paus estavam a atacar as vedações da fronteira. Por vezes faziam o transporte em sacos. É a melhor coisa que pode ser feita ao Muro.

Pedaços do Muro de Berlim
Pedaços do Muro de Berlim

Sexta-feira, 15 de dezembro de 1989

Querido diário,

Hoje o chefe do departamento, Dr. Schmidt, disse a todos para irmos ao departamento de pessoal e levarmos os nossos registos de emprego à receção. O Steve ficou furioso e disse que os espertos camaradas queriam remover todos os vestígios das suas generosas e magníficas ações. O Dr. Schmidt, teimosamente, não disse nada. O pessoal do SED está muito subjugado agora.

Ficheiros da RDA

Contexto:

O "Kaderakte" (registo do funcionário) era uma espécie de perfil constantemente atualizado, que era mantido por cada instituição, desde a escola até à reforma. Não podia ser visto pela pessoa em questão. O Ministério da Segurança do Estado podia utilizar sem restrições os documentos. Em 1989, os ficheiros foram disponibilizados aos funcionários, apesar de muitas vezes terem sido editados antes.

Sexta-feira, 22 de dezembro de 1989

Querido diário,

Agora as Portas de Brandemburgo estão abertas. As barreiras foram afastadas para o lado. A última vez que passei por lá foi no verão de 1961 quando ainda era garoto. Acho que contive algumas lágrimas hoje. Está prestes a começar um novo ano. O que irá trazer? A reunificação da Alemanha? A Annabel, que era sempre tão crítica da RDA, de repente já não está tão entusiasmada. Ainda mal as pessoas se livraram de Honecker e companhia e já vão atrás do gordo Kohl. Quando é que ela vai ficar contente?

Demolição das barreiras nas Portas de Brandemburgo, 21 de dezembro de 1989
Celebrações da Véspera de Ano Novo nas Portas de Brandemburgo, 31 de dezembro de 1989
Árvore de Natal atrás do Muro de Berlim, 26 de dezembro de 1989

Contexto:

Na presença do Chanceler da Alemanha Ocidental, Helmut Kohl, e do Primeiro-ministro da RDA, Hans Modrow, as Portas de Brandemburgo foram reabertas. Os dois chefes de governo entraram juntos pelas portas. Apesar da forte chuva, cerca de 100 000 pessoas reuniram-se de ambos os lados da antiga barreira.

Domingo, 24 de dezembro de 1989

Querido diário,

Queríamos celebrar o Natal como sempre. Mas agora estamos numa nova era. Quando penso no quão difícil foi arranjar no ano passado um par de Pais Natais de chocolate e algumas laranjas. Juntámos todo o nosso dinheiro da Alemanha Ocidental para a quarta semana do Advento e fomos para Neukölln. Caos, tão stressante lá. A Annabel disse que não vai se curvar perante o materialismo do sistema social capitalista. Onde é que a miúda aprendeu expressões como esta? Comprámos-lhe um Walkman por 34,20 DM.

Um gravador de cassetes muito procurado

Segunda-feira, 1 de janeiro de 1990

Querido diário,

Fui ao concerto do Hasselhoff nas Portas de Brandemburgo. Quando ele pisou o palco toda a gente na multidão gritou "David ... David!" A Heidelore ficou com lágrimas nos olhos e sussurrou: "Ele ainda é mais bem-parecido do que o Frank Schöbel." Então começou: "I've been looking for freedom". Não percebia as palavras. Mas toda a gente cantou ao ritmo da Liberdade. Essa é a palavra do ano de 1989. 

Contexto:

O single "Looking for Freedom" vendeu mais de 70 000 cópias por dia na Alemanha em 1989 e ficou no primeiro lugar das tabelas durante oito semanas. Na Véspera de Ano Novo de 1989, David Hasselhoff cantou para mais de 500 000 pessoas no Muro de Berlim.

Véspera de Ano Novo de 1989 no Muro de Berlim
LP "Looking for Freedom"

Sexta-feira, 12 de janeiro de 1990

Querido diário,

O dinheiro da Alemanha Ocidental já acabou. Não era assim tanto na realidade. Pelo menos o transporte local é gratuito para as pessoas do Leste. É possível viajar para todo o lado. Mas o que podemos lá fazer se nem sequer podemos comprar um café? Pelo menos a Annabel ainda está a desfrutar da sua liberdade. Foi até à Biblioteca do Memorial da América e trouxe vários livros emprestados. Diz que havia lá pessoas a devolver livros que não puderam entregar de volta depois de o muro ter sido erigido a 13 de agosto de 1961. Graças a Deus, a biblioteca não cobrou multas.

Terça-feira, 16 de janeiro de 1990

Querido diário,

Houve um grande tumulto em Lichtenberg ontem à noite. Os portões da sede da Stasi deviam realmente ser emparedados como um gesto simbólico. Mas a multidão estava tão agitada que trepou os portões e abriu-os a partir do interior. A multidão invadiu então o edifício e atirou móveis pelas janelas. A polícia limitou-se a assistir aos acontecimentos calmamente. Por fim, Modrow apareceu diretamente da reunião da mesa redonda, foi para o carro e anunciou através de um altifalante que tudo isso era propriedade pública.

Pedido do Novo Fórum para manifestações públicas

Contexto:

Grupos de cidadãos estavam a ocupar escritórios da Stasi em muitas capitais de distrito já desde 4 de dezembro de 1989. O Novo Fórum apelou a uma manifestação em frente à sede da Stasi na noite de 15 de janeiro de 1990. Os manifestantes invadiram a propriedade.

Cartão de autorização da comissão cívica para a dissolução do Ministério da Segurança do Estado, utilizado para aceder aos edifícios em Normannenstraße

Contexto:

Uma comissão cívica foi formada no escritório do líder da Stasi, Erich Mielke, na noite de 16 de janeiro para realizar a dissolução da Stasi. Ao mesmo tempo, a Mesa Redonda Central criou um grupo de trabalho para a segurança. O processo de liquidação do Ministério da Segurança do Estado estava em movimento.

Quinta-feira, 18 de janeiro de 1990

Querido diário,

O Steve tornou-se finalmente num superrevolucionário. Uma comissão de cidadãos foi formada na sede da Stasi. A sua sede é no escritório de Erich Mielke, o chefe da Stasi. O edifício está destinado a tornar-se num museu no futuro. O próprio Mielke está na sua prisão privada a reclamar das más condições de lá. A propriedade da Stasi está a ser supervisionada pela polícia e os membros da comissão de cidadãos têm a sua própria identificação. O Steve mostrou-nos a sua. Ficámos bastante impressionados.

Dispensa do trabalho para participar na Mesa Redonda, 22 de janeiro de 1990

Sexta-feira, 9 de fevereiro de 1990

Querido diário,

O Steve visitou-nos no trabalho e contou-nos as suas aventuras com a Stasi. Ele entregou a sua dispensa da comissão de cidadãos ao departamento de pessoal. É claro que todos cederam de imediato, até o Dr. Schmidt, que assinou sem qualquer objeção. Aqueles que serviram lealmente o velho poder vão continuar a servir o novo poder. E aqueles que saíram da linha vão continuar a fazê-lo também. Temo o pior para o Steve no futuro. 

Contexto:

Trabalhar nas comissões para a dissolução da Stasi tornou-se um trabalho a tempo inteiro. Como resultado, o governo ordenou a dispensa de todos os envolvidos dos seus contratos de trabalho regulares com pagamento continuado.

Quarta-feira, 28 de fevereiro de 1990

Querido diário,

A Heidelore regressou da sua visita à irmã Hiltrud em Düsseldorf. Elas tiveram uma grande discussão. A Hiltrud disse que todos os orientais são preguiçosos e gananciosos. Querem trabalhar como trabalhavam com o Honecker mas viver como se vive com o Kohl. Vão ter uma surpresa. A Heidelore, por sua vez, disse-lhe que os ocidentais não pensam em mais nada a não ser em dinheiro e não têm quaisquer ideais. São grandes perspetivas para a reunificação alemã. 

Amizades e...
... relações arruinadas

Sábado, 3 de março de 1990

Querido diário,

Estão a acontecer várias coisas na escola. A Annabel, que está agora prestes a fazer os exames do finais do secundário, anda a falar muito sobre isso. Agora não há mais aulas ao sábado. A diretora foi demitida. A vice-diretora assumiu o cargo, apesar de também ter sido militante do SED. Quase toda a gente abandonou o partido. A FDJ desapareceu. A formação cívica foi abolida. Os professores não sabem bem o que ensinar em História e Alemão. Eles simplesmente deixam os alunos debater entre si. Até elegeram um representante dos alunos. Três tentativas para adivinhar quem é...

Horário escolar

Domingo, 18 de março de 1990

Querido diário,

A primeira eleição a que vamos voluntariamente. Votei no Kohl, claro. O Dr. Schmidt, o nosso ex-chefe de departamento, disse que o Kohl é um homem que está ligado ao dinheiro. É por isso que ele vai votar no PDS. Mas dinheiro é exatamente o que o Leste mais precisa neste momento. Se a reunificação alemã não acontecer brevemente, vamos todos por água abaixo. A Annabel claro que votou nos seus ativistas dos direitos civis ecológicos. Essas pessoas são simpáticas, mas não os punha como responsáveis de um estado.

Cartaz das eleições da Deutsche Soziale Union (União Social Alemã) para a eleição parlamentar de 18 de março de 1990.
Cartaz das eleições do PDS, partido sucessor do SED, para a eleição parlamentar de 18 de março de 1990.

Contexto:

A CDU emergiu como a clara vencedora das eleições para a Câmara do Povo, o parlamento da RDA, com 40,6 por cento dos votos. A posição hesitante do SPD relativamente à reunificação saiu-lhes caro, uma vez que alcançaram apenas 21,8 por cento. O PDS, o partido sucessor do SED, alcançou um resultado respeitável, com 16,3 por cento. Os grupos dos direitos civis que se juntaram sob a designação "Bündnis 90" (Aliança 90), foram politicamente marginalizados com apenas 4,8 por cento dos votos.

Quarta-feira, 4 de abril de 1990

Querido diário,

O Steve abandonou finalmente a nossa equipa de trabalho. Foi formalmente enviado para uma comissão para a dissolução do sucessor da Stasi, o Amt für Nationale Sicherheit (Gabinete da Segurança Nacional). Agora, percorre os ficheiros da Stasi. Durante o almoço, tivemos uma discussão acesa sobre isto. O Dr. Schmidt claro que disse que deveríamos simplesmente colocar uma pedra sobre o passado. Que diferença faz agora quem fazia parte da Stasi? Na verdade, estou muito interessado nisso, especialmente no Schmidt, o velho idiota do SED.

"Cartão dobrado" (identificação oficial) para funcionários do Ministério da Segurança do Estado
A partir de 15 de janeiro de 1990, a Mesa Redonda Central começou a utilizar as identificações não utilizadas do Ministério da Segurança do Estado como cartões de identificação para os seus funcionários.

Contexto:

Os ficheiros da Stasi mostraram que membros líderes de todos os partidos tinham sido colaboradores não oficiais do Ministério da Segurança do Estado. Iniciou-se um amplo debate sobre os que eram informantes para o sistema da Stasi. A começar pela Câmara do Povo, titulares de cargos importantes deviam ser sujeitos a uma verificação. 

Sábado, 5 de maio de 1990

Querido diário,

Hoje comprámos o terreno onde se encontra a nossa pequena casa. Até agora, apenas o podíamos utilizar, mas não era nossa propriedade. Este tipo de acordo legal só existia na RDA. É suposto resolver isto antes da reunificação alemã chegar. Toda a gente tem receio de que os novos proprietários de imóveis sejam expulsos das suas casas apesar de alguns já lá viverem há décadas. Comprar a propriedade e registá-la no registo predial deve dar alguma certeza legal. 

Contexto:

A lei de vendas de 7 de março concedia o direito das autoridades locais venderem terrenos de propriedade pública aos proprietários de imóveis situados nesse terreno. Esta oportunidade a baixo preço estava disponível até 3 de outubro. O Tribunal Federal de Justiça confirmou a legalidade desta situação em 2004.

Escritura de direito de uso de um imóvel de propriedade pública

Sábado, 2 de junho de 1990

Querido diário,

Berlim está a mudar. Não é apenas o grande muro que está rapidamente a desaparecer. As passagens para as estações fantasma estão também a abrir-se. Na estação de metro de Alexanderplatz, os muros estão a ser derrubados e, de repente, há escadas, plataformas, carris. Estávamos tão isolados no Leste que, por vezes, já nem víamos o Muro.  

Bilhetes da empresa detida pelo estado Kombinat Berliner Verkehrsbetriebe (BVB)

Contexto:

As redes de comboio e de metropolitano de Berlim foram divididas a seguir a 13 de agosto de 1961. Várias linhas de metro passavam por Berlim Oriental sem parar naquelas que ficaram conhecidas como "Geisterbahnhöfe" (estações fantasma). Todas as saídas estavam bloqueadas por autoridades do Leste. Muitas estações de metro, como Stadtmitte e Alexanderplatz, estavam completamente divididas. 

Domingo, 10 de junho de 1990

Querido diário,

Ouvem-se coisas fantásticas nos dias que correm. Pouco antes da mudança de moeda, a Stasi vendeu os bens da organização aos funcionários. Eles receberam antecipadamente o dinheiro em malas. O caso de espionagem de Guillaume causou um verdadeiro alvoroço. O homem que derrubou Willy Brandt está agora a viver numa pequena casa no Bötzsee em Eggersdorf. É assim que a pátria agradece aos seus heróis. 

Recorte de jornal sobre o negócio de Guillaume

Contexto:

Assessor pessoal do chanceler da Alemanha Ocidental Willy Brandt, Günter Guillaume foi exposto como um espião da RDA em 1974, preso e finalmente trocado por agentes de espionagem ocidentais capturados pelo Bloco do Leste. Recebeu uma casa em Eggersdorf perto de Strausberg. Adquiriu-a ao Ministério da Segurança do Estado em circunstâncias duvidosas em 1990. Todas as tentativas de anular a compra falharam. Manteve a casa até à data da sua morte. 

Notas do banco do estado da RDA

Contexto:

As crianças com menos de 14 anos podiam trocar montantes até 2000 marcos da Alemanha de Leste a uma taxa de câmbio de 1:1. Quem tivesse entre 15 e 59 anos podia trocar até 4000 marcos a essa taxa, enquanto aqueles com mais de 59 anos podiam trocar até 6000 marcos. Os montantes superiores, incluindo ativos financeiros maiores, eram convertidos a uma taxa de 2:1. O câmbio era processado através de contas correntes bancárias de poupança. 

Segunda-feira, 25 de junho de 1990

Querido diário,

A mudança de moeda está a surgir no horizonte. Vultos passeiam-se pela estação do Zoo, Alexanderplatz e outros lugares. Estão a trocar dinheiro Oriental por Ocidental a uma taxa de 1:5. A forma normal é através da criação de uma caderneta de poupança. A 1 de julho, entre 2000 e 6000 marcos serão trocados a 1:1 por pessoa, dependendo da idade, o restante a 1:2. É uma taxa muito boa. Mas, ainda assim, algumas pessoas não querem que o dinheiro passe pelas suas contas. Têm receio que lhes perguntem de onde veio o dinheiro. 

Domingo, 1 de julho de 1990

Querido diário,

Que grande dia, dinheiro da Alemanha Ocidental para todos! Ontem as lojas ficaram vazias. Todos queriam gastar as suas últimas Alu-Chips. No início desta manhã, todo o esplendor da Alemanha Ocidental começou a acumular-se nas prateleiras. O Schmidt, que agora é um membro ativo no PDS, resmungou e disse que não há muitas pessoas capazes de pagar todas essas coisas fantásticas. 

Contexto:

Depois da introdução do Deutsche Mark, os bens da RDA perderam todo o valor de mercado. Até os produtos locais, como manteiga e leite, eram mais atraentes para os clientes se viessem em embalagens da Alemanha Ocidental. Este foi o início das dificuldades económicas. Os produtos da RDA já não eram capazes de competir, as empresas foram à falência e os funcionários perderam os seus empregos. 

Marcos da RDA

Quarta-feira, 3 de outubro de 1990

Querido diário,

O dia está a salvo! A Alemanha está unificada. Houve grandes celebrações em frente ao Reichstag. O fogo de artifício foi incrível. O Dr. Schmidt diz que o Leste irá tornar-se no Mezzogiorno da Alemanha. O que é que isso quer dizer, perguntei-lhe. A área da pobreza no Sul de Itália, explicou. Bem, pelo menos não vamos precisar de viajar mais, pensei para comigo. 

Bandeira da RDA com o emblema cortado

Contexto:

Agora, era apenas a uma questão de formalidades. Com a união monetária e social, os elementos-chave já estavam em funcionamento. Mesmo assim, o dia da reunificação foi assinalado com comemorações oficiais em frente ao Reichstag. A partir deste dia, o 3 de outubro ficou conhecido como o Dia da Reunificação Alemã e é feriado nacional. 

Domingo, 14 de outubro de 1990

Querido diário,

O filho do meu vizinho está de licença do serviço militar. Agora é um oficial do Bundeswehr. Perguntei-lhe como se sente a vestir o uniforme do inimigo. O que aconteceu ao juramento de bandeira? Ele ficou um pouco ofendido e disse que sempre se sentiu como um soldado alemão. Ordens são ordens, não se importava com mais nada. 

Contexto:

As Forças Armadas Federais Alemãs (Bundeswehr) apoderaram-se do Exército Popular Nacional (NVA). Isto incluiu edifícios, instalações, armas e pessoal. No entanto, a maioria dos oficiais de alto escalão foi dispensada para a vida civil. Apenas um pequeno número foi autorizado a servir no Bundeswehr. 

Identificação militar e "chapas de identificação" do NVA

Quarta-feira, 14 de novembro de 1990

Querido diário,

Alguns jovens parecem confundir liberdade com caos. Todos os tipos de hooligans instalaram-se nas casas abandonadas em Mainzer Straße. Hoje, a polícia começou a recorrer à força para esvaziar as casas e, claro, a Annabel estava mesmo no meio disso. Não me atrevi a ver quando passou na televisão. As pessoas estavam em cima dos telhados a atirar pedras e cocktails Molotov contra os canhões de água blindados. Este tipo de coisas não acontecia na RDA. 

Imagem recriada de um cocktail Molotov a ser preparado

Contexto:

Nos meses que se seguiram à transição, várias zonas de Berlim Oriental tornaram-se áreas sem lei. Berlinenses ocidentais ocuparam casas abandonadas em Berlim Oriental e tentaram criar aí culturas alternativas. A coligação municipal SPD/Verdes liderada por Walter Momper reagiu com punho de ferro, autorizando intervenções policiais violentas. 

Segunda-feira, 26 de novembro de 1990

Querido diário,

A reunificação valeu a pena. Hoje, a estação de correios instalou uma linha telefónica e ativou a ligação. Algumas pessoas estão à espera disso há vinte ou mais anos. É um sentimento fantástico ter o nosso próprio telefone. Agora estou só à espera da primeira chamada.

Contexto:

Apenas 16 por cento das casas na RDA tinha uma ligação telefónica. Em determinados distritos, esse número não passava dos 11 ou 12 por cento. A restante população tinha de depender de cabines telefónicas que estavam constantemente avariadas. Em 1989, foram apresentados 1,2 milhões de pedidos de ligação telefónica. Mesmo aqueles que estavam na lista de espera há mais de vinte anos tinham poucas hipóteses de conseguir um telefone antes de 1990. 

Anúncio da instalação de uma ligação telefónica a 26 de novembro de 1990
Um telefone "alfa" da empresa de telecomunicações detida pelo estado Fernmeldewerk Nordhausen

Domingo, 2 de dezembro de 1990

Querido diário,

Hoje um simpático jovem tocou à campainha na porta das traseiras. Muito bem vestido e cuidado. Pensei que essas coisas já não existiam. Mostrou-me alguns catálogos de revistas magníficas na sala de estar. Se comprasse a coleção de revistas de trinta edições "Katze im Heim" (Gatos e o Lar), poderia ter umas férias de sonho na praia num lugar à escolha. Egito, Creta, Algarve... A Annabel diz que é apenas uma fraude; de qualquer forma, nem sequer temos gato. 

Assinatura de um contrato de compra

Terça-feira, 11 de dezembro de 1990

Querido diário,

O nosso colega Steve, o nosso rato de arquivo, foi um dos convidados na festa de Natal do grupo de trabalho de hoje. Disse-nos que recebeu uma carta de pedido de desculpas do reitor da sua antiga universidade. Há dezoito anos, tinha sido expulso da universidade. Foi por causa de alguns comentários sarcásticos que tinha feito sobre o único partido verdadeiro. Nunca soube disso. Mas o Steve nunca foi capaz de manter a boca fechada.

Carta de desculpas da Universidade de Humboldt pela a expulsão de um aluno por razões políticas, 13 de dezembro de 1990

Contexto:

Além da reabilitação legal daqueles que foram sujeitos a perseguição política, existiam agora discussões relativamente às desvantagens na vida profissional e expulsões de instituições de ensino na RDA. Foram realizados debates públicos em várias universidades, incluindo na Universidade de Humboldt em Berlim.

Encomenda de um automóvel, 20 de dezembro de 1979
Manual do Trabant P 601 S de luxe; "Ich Fahre einen Trabant" (Eu conduzo um Trabant)

Domingo, 20 de janeiro de 1991

Querido diário,

Havia tantas piadas na RDA. Sempre indagámos quem as teria inventado. Mas a verdade é que a realidade faz as melhores piadas. Hoje fomos informados de que podemos agora ir buscar o Trabant que encomendámos em 1979. Como nos rimos! Até aposto que podemos escolher a cor agora. 

Sábado, 2 de fevereiro de 1991

Querido diário,

Hoje a nova gestão de Düsseldorf apresentou-se. Compraram o negócio por 1 marco ao fundo fiduciário. O objetivo estratégico é tornar-se mais flexível para otimizar as perspetivas de mercado. Bem, isso pode ser engraçado. O Schmidt está a gerir o quadro de pessoal agora. Ele tem certamente experiência em organização.

Transação simbólica

Contexto:

O objetivo do fundo fiduciário era gerir empresas detidas pelo estado e transacioná-las para uma economia de mercado. Mediante a apresentação de um conceito de financiamento, os empreendedores podiam muitas vezes adquirir empresas do Leste por uma taxa simbólica de 1 marco. No entanto, muitas vezes faziam isto apenas tendo em vista as propriedades. Muitos negócios foram à falência pouco depois de serem comprados. 

Segunda-feira, 25 de fevereiro de 1991

Querido diário,

O meu colega Lehmann quer divorciar-se e está muito chateado. Foi ter com o seu advogado e parecia completamente desanimado no trabalho no dia seguinte. Estou destinado a pagar à patroa durante o resto da minha vida. Isto é suposto ser uma democracia, praguejou. Não foi para isso que fui para as ruas. Na verdade, não me lembro de o ver nas campanhas de rua no outono de 89. 

Contexto:

O código legal da família da RDA baseava-se na igualdade económica e na independência do parceiro individual. O direito de recorrer a uma pensão do cônjuge separado só era possível em casos de incapacidade para trabalhar. Para além disso, as separações eram mais simples e podiam ser concluídas mais rapidamente nos casos em que ambas as partes estavam de acordo. 

Livros especializados em legislação da RDA

Sábado, 2 de março de 1991

Querido diário,

O nosso novo Opel não devia ficar na rua à chuva. Candidatámo-nos à construção de uma garagem na repartição de obras. O funcionário pegou nos materiais sobre a lei de construção e explicou o processo de candidatura. Desenhos de planos, várias cópias, etc. E pensar que nos costumávamos queixar da burocracia do socialismo.

Obra definitiva "Baukonstruktionen des Wohnungsbaus" (Projeto estrutural para construção residencial)

Sexta-feira, 15 de março de 1991

Querido diário,

Os antigos proprietários da casa dos meus vizinhos contactaram-nos do Ocidente. O seu avô foi para o Ocidente em 1951 e morreu lá em 1959. Mas falava muitas vezes da sua pequena casa na RDA. Desta forma, esta estava enraizada nos seus corações desde o tempo em que eram crianças. Ninguém me vai expulsar da minha casa, disse o meu vizinho Krause. Os ocidentais são uns bandidos e ladrões. Agora vai comprar uma espingarda de caça e atirar em qualquer pessoa que se aproxime da sua casa. Nunca o vi tão alterado em toda a minha vida. 

Carta do Presidente da Câmara de Leipzig para a reatribuição de uma propriedade, 7 de dezembro de 1993

Contexto:

O Tratado de Unificação seguiu o princípio de "Rückgabe vor Entschädigung" (restituição antes da compensação monetária). Isto levou a uma série de pedidos de restituição de propriedades. Na maioria dos casos, os novos proprietários tinham adquirido as propriedades expropriadas ao estado de boa-fé. Sentiram-se tratados de forma injusta, nomeadamente porque tinham muitas vezes investido bastante na casa e no terreno. Isto levou a disputas judiciais que duraram muitos anos. 

Segunda-feira, 1 de abril de 1991

Querido diário,

A praça em frente à estação de correios vai chamar-se novamente Postplatz. Costumava chamar-se Dorfplatz, Kaiser-Wilhelm-Platz, Friedrich-Ebert-Platz, Adolf-Hitler-Platz, Ernst-Thälmann-Platz. Vamos ver em que é que ficamos.  

Contexto:

A alteração do nome de ruas e edifícios públicos foi tratada de várias formas. Em Berlim, houve uma comissão para alterar o nome das ruas composta por historiadores e outros especialistas que forneceriam recomendações. Contudo, as decisões de alteração do nome propriamente ditas eram da responsabilidade das freguesias da cidade. 

Informações da cidade e diretório de ruas, 4.ª edição, 1989
Marx-Engels-Platz (agora Schloßplatz)
Berlin-Mitte

Quarta-feira, 8 de maio de 1991

Querido diário,

O soldado soviético de granito vermelho em frente à escola não consegue olhar para ninguém há anos. Está coberto de ervas daninhas. Agora, a CDU está a pedir que este símbolo da tirania comunista seja demolido. O PDS está muito zangado com isto. Organizaram uma cerimónia para o Dia da Vitória e até estão preparados para se apropriarem do soldado e o levarem para as suas propriedades privadas. Agora a CDU está a negar-lhes isso. Não querem entregar o monumento a troco de nada e estão a exigir uma taxa.

Memorial de Guerra Soviético em Treptow, Berlim

Contexto:

Os memoriais e cemitérios militares do Exército Vermelho eram para ser mantidos do lado alemão, tal como acordado nos termos do pacto de retirada com a Rússia. Estes locais de comemoração foram restaurados a grande custo apesar da sua aparência Estalinista. Homenageiam os soldados russos que morreram na libertação da Alemanha. 

Quinta-feira, 3 de outubro de 1991

Querido diário,

Hoje encontrei-me com o Steve e o Dr. Schmidt no nosso antigo pub local para o Dia da Reunificação Alemã. O negócio durou apenas alguns meses após a compra. Todos os funcionários foram dispensados. Vou pedir a reforma antecipada. A Annabel foi para os EUA durante um ano. O Steve e o Schmidt começaram às cabeçadas, tal como dantes. Nem tudo era mau na RDA, resmungava o Schmidt. Então, o Steve glorificava os louvores da democracia. Só as viagens fantásticas que podemos fazer agora já valem a pena. Tudo tem o seu lado bom e o seu lado mau.

A única questão é: o copo está meio cheio ou meio vazio? 

O copo está meio cheio ou meio vazio?

Sobre este diário

Uwe Neumann não existiu na realidade. Ele e o seu diário foram inventados pelo Museu da RDA, não como simples peça de ficção, mas sobretudo como exemplo das experiências típicas da época. Ele não é um herói e também não é um apoiante fervoroso do SED. Não é um espírito notável, mas sim um homem imbuído de senso comum. Ele segue com a maré e tenta, de alguma forma, tirar partido do que há de melhor em todas as situações. Uma espécie de contemporâneo que é possível encontrar em abundância em todas as épocas e locais. Nesta perspetiva, Uwe Neumann existe realmente e, de facto, é imortal enquanto personagem tipo.

www.ddr-museum.de

Créditos: história

Publisher — Rückel, Robert, Director, DDR Museum, Berlin 
Text — Wolle, Dr. Stefan, Head of Research, DDR Museum, Berlin
Curator — Strohl, Katrin, Head of Collections, DDR Museum, Berlin 
Design — Bänfer, Constantin, Creative Director, DDR Museum, Berlin
Shoot — Wia, Oliver, Photographer, Berlin

Créditos: todos os meios
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes, podendo nem sempre refletir as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil