Mapa da Alta de Coimbra, José Carlos Magne, Posterior a 1777, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro
A coleção de desenho integra cerca de seiscentas peças, compreendendo os sécs. XVIII, XIX e XX, a grafite, lápis de cor, sanguínea e outras técnicas. As nossas aguarelas são, na sua maioria dos sécs. XIX e XX.

Na 2ª metade do século XVIII fizeram-se grandes obras na Universidade, pela mão do Marquês de Pombal, ministro do rei D. José I.

Aqui podemos ver vários edifícios da época de Pombal.

Alçado principal do Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra, Atribuído a William Elsden, c. 1773, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Este alçado da fachada principal do Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra da autoria, com toda a probabilidade W. Elsden, chefe do Gabinete das Obras.
Equipamento construído para a Matemática, faculdade recém-criada no âmbito da Reforma dos Estudos, o Observatório foi o edifício que teve maior número de projectos, dadas as dificuldades de ordem científica.
A construção foi abandonada e ficou em ruína.

Mapa da Alta de Coimbra, José Carlos Magne, Posterior a 1777, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Este mapa é a primeira peça do conjunto de onze desenhos de J.C. Magne, que tratam pormenorizadamente a remodelação da Couraça de Lisboa e os acessos à Alta, no âmbito da Reforma Pombalina da Universidade de Coimbra.

O limite inferior do mapa é a antiga Sé. Aparecem aqui representados o Laboratório Químico, o Museu de História Natural, a nova Sé e o Observatório Astronómico; à direita, a figura alegórica do rio Mondego, enquadrado pelo aqueduto de S. Sebastião.

Anteprojeto para estufas do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, Manuel Alves Macomboa, 1791, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Anteprojecto de estufas para o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, assinado por Manuel Alves Macomboa e datado de 1791.

A área para o Jardim, ou Horto, foi aumentada com a terra comprada do vizinho convento mariano, a instalar na área adjacente ao Colégio de S. Bento, contíguo aos Arcos do aqueduto de S. Sebastião.


O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra.

Estudo de várias figuras, Domingos António de Sequeira, 1795-1833, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Estudo de Figuras

Desenho a carvão, realçado a giz branco, representando várias figuras: figura masculina, voltada a três quartos para a direita, cabeça voltada para trás, com a mão direita abraça uma ovelha; à direita, em cima, outra figura masculina, a meio-corpo, de costas, voltada a três-quartos para a direita; em baixo, outra figura masculina, representada a meio-corpo, a três-quartos para a direita, tem o olhar dirigido para o braço direito; à direita, em cima, um estudo de mão que segura um fio. Destacam-se do desenho o estudo da luz, marcado com o giz branco e realçado pelas sombras a carvão do lado oposto de cada figura; e ainda o estudo da mão que segura o fio. No canto superior esquerdo uma mancha de carvão, vestígio do ato de afiar o lápis.

Estudo de três figuras masculinas com mantos, Domingos António de Sequeira, 1795-1833, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Estudo de Figuras

Desenho a carvão, realçado a giz branco, representando três figuras masculinas de costas, que envergam longos e amplos mantos, que as cobrem quase totalmente. A figura do meio ostenta um barrete na cabeça. No canto superior esquerdo uma mancha de carvão, vestígio do ato de afiar o lápis. A finalidade deste desenho parece ter sido o estudo dos panejamentos e da luz incidente neles, pois o realce a giz branco é somente lateral, marcando toda a figura.

Álbum de pinturas, Século XIX, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Este é o mais belo dos doze álbuns adquiridos por Camilo Pessanha e considerado como uma das peças mais valiosas da coleção que o poeta viria a doar ao Museu Machado de Castro.

Álbum de pinturas, Século XIX, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro
Álbum de pinturas, Século XIX, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

O álbum compreende 10 folhas de papel com minuciosas representações, a tinta e aguarelas, de insetos, crustáceos e peixes.

Álbum de pinturas, Século XIX, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro
Álbum de pinturas, Século XIX, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

Está assinado Zhiyun Nüshi. Trata-se provavelmente da pintora Hua Liang, também autora dos poemas e lendas que acompanham as pinturas, e que usou diferentes nomes ao longo da sua carreira. Nüshi é um antigo título conferido a mulheres com estudos e talento.

Álbum de pinturas, Século XIX, Da coleção de: Museu Nacional de Machado de Castro

A história de Portugal e a cultura portuguesa está esboçada. Visite-nos e conheças mais.

Créditos: história

Fotografia: DGPC/ADF - Arquivo de Documentação Fotográfica

Créditos: todos os meios
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes, podendo nem sempre refletir as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil