Aprender a fazer poções é uma habilidade essencial, não apenas na feitiçaria, como também na criação de remédios para doenças e enfermidades. No mundo da magia, as poções já foram usadas para curar doentes, mudar a aparência de alguém ou induzir pessoas a se apaixonarem.

“Não espero que vocês realmente entendam a beleza de um caldeirão cozinhando em fogo lento, com a fumaça a tremeluzir…”
Professor Snape, em Harry Potter e a Pedra Filosofal

Bruxas com um caldeirão
A primeira imagem impressa de bruxas com um caldeirão foi encontrada neste livro, impresso em Colônia, em 1489.

Esta ilustração mostra duas mulheres idosas colocando uma cobra e um galo em um grande caldeirão em uma tentativa de invocar uma chuva de granizo. As percepções comuns de bruxas como feias, abatidas e demoníacas podem ser atribuídas a essa publicação altamente influente.

Um caldeirão que explodiu
Este caldeirão não está mais em bom estado. Ele teria explodido quando um grupo de bruxas córnicas modernas o estava usando para preparar uma poção na praia. Reza a lenda que quando "se percebeu que o volume de fumaça estava chegando a proporções nunca vistas antes… elas perderam a calma, entraram em pânico e fugiram do local o mais rápido possível". Quando os amigos delas visitaram o local, tudo o que acharam foi esse caldeirão danificado, coberto com uma substância preta, semelhante ao piche.

"Hermione jogou os novos ingredientes no caldeirão e começou a misturá-los febrilmente. ‘Vai ficar pronto daqui a duas semanas’, anunciou alegremente"
Hermione Granger, Harry Potter e a Câmara Secreta

Professor Snape
Este retrato de Severo Snape foi pintado por Jim Kay para a edição ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal.

Ele é rico em simbolismos. A toupeira engarrafada simboliza, em inglês, o papel de Snape como um espião para a Ordem da Fênix, enquanto os lírios-do-vale em sua mão representam o amor eterno pela mãe de Harry, Lílian (em inglês, Lily, que significa "lírio"). As tesouras se referem a "sectumsempra", o feitiço de Magia Negra inventado por Snape, e a gravata e a mesa verdes lembram a cor da casa do personagem, Sonserina.

"Snape os separou aos pares e os mandou misturar uma poção simples para curar furúnculos"
Harry Potter e a Pedra Filosofal

Uma aula de Poções
Esta ilustração colorida à mão de uma aula de Poções pode ser encontrada no Hortus Sanitatis ("O Jardim da Saúde"). Hortus Sanitatis é a primeira enciclopédia impressa de história natural e tem seções dedicadas a plantas, animais, pássaros e pedras.

O mestre de Poções está vestindo um casaco verde, com o assistente segurando um livro de receitas aberto.

"Snape... caminhava imponente com sua longa capa negra observando-os pesar urtigas secas e pilar presas de cobras"
Harry Potter e a Pedra Filosofal

Bald’s Leechbook
Este livro de receitas anglo-saxão recebeu o nome do primeiro dono, Bald, um médico do século X. Bald’s Leechbook é uma compilação de tudo o que era conhecido pela medicina na época. Um tratamento contra picada de cobra indica a ingestão da erva betônica misturada com vinho. Outro recomenda espalhar cera de ouvido no ferimento recitando uma prece.

Ye Olde Apothecary’s Shoppe
Setecentos anos atrás, você precisaria visitar um boticário para comprar suas poções ou ingredientes, como betônica ou bezoares. Esta ilustração medieval mostra um boticário, um profissional da medicina equivalente ao farmacêutico moderno, trabalhando em sua loja. Ele entregou um jarro listrado ao cliente.

No teto, há um prato pendurado usado para misturar os ingredientes.

A cabra bezoar
Os bezoares, massas de fibra não digerida que se formam no estômago de determinados animais, têm sido usados ao longo da história como um antídoto para venenos. Eles são mais encontrados na cabra da espécie Capra aegagrus aegagrus, ilustrada em A Compleat History of Druggs, mas também foram descobertos nas entranhas de vacas e elefantes. A força medicinal de um bezoar supostamente depende do animal que o produziu.

"Caramba, foi sorte você ter se lembrado do bezoar"
George Weasley, Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Créditos: história
Créditos: todos os meios
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes, podendo nem sempre refletir as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página Inicial
Explorar
Próximo
Perfil