A inauguração do Theatro Municipal, em 14 de julho de 1909, representou para o Rio de Janeiro, na época Distrito Federal, a conquista de um centro de excelência e de sofisticação para a vida artística e cultural da capital da República.

Os trabalhos de decoração interna do Theatro foram confiados a importantes artistas como Eliseu Visconti, os irmãos Rodolpho e Henrique Bernardelli, Rodolpho Amoedo e Giandomenico Facchina.
(Clique nas imagens para ver os detalhes)

Em 1905, Eliseu Visconti foi convidado por Francisco de Oliveira Passos para executar os trabalhos de decoração do teto da Sala de Espetáculos, do friso do proscênio e do pano de boca. Parte dos estudos desses trabalhos foram doados pelo artista à Prefeitura do Distrito Federal, em 1942, e se encontram no acervo do Theatro Municipal.

O pano de boca, intitulado "A influência das Artes sobre a Civilização", foi desenvolvido a partir de figuras femininas para representar a Arte, a Música, a Dança e a Poesia.

Ao lado dessas figuras, Visconti inseriu retratos de grandes vultos da cultura nacional e universal.

A obra "A Dança das Horas" ornamenta o entorno do lustre da Sala de Espetáculos. Referindo-se a esse belo conjunto, o cronista João do Rio, em 1913, tomado pela emoção, assim o descreveu: "a carnação rósea aquecida pelo braseiro do imenso lustre de cristal e ouro, que ao centro da sala jorra sobre a plateia o esplendor fixo da luz".

Na pintura do plafond sobre a plateia, Visconti utilizou a técnica pontilhista. Nela, as figuras exibem extrema leveza e dançam interligadas, ao passar dos dias e das noites, em contínuo movimento.

Henrique Bernardelli foi o responsável pela decoração dos tetos das rotundas do Balcão Nobre, cujos temas homenageiam a Música e a Poesia.

Rodolpho Bernardelli executou o conjunto escultórico do coroamento das fachadas do Theatro, onde seis esculturas homenageiam as musas das artes: Poesia, Música, Canto, Dança, Comédia e Tragédia.
Também são de sua autoria os cinco bustos em bronze localizados na entrada da plateia e que representam Carlos Gomes, Arthur Azevedo, João Caetano, Pereira Passos e Souza Aguiar, além de uma escultura de corpo inteiro representando Carlos Gomes, instalada na entrada do Boulevard do Theatro.

Os painéis a óleo de Rodolpho Amoedo ornamentam as duas Rotundas do Balcão Nobre, num total de oito obras. Nesta foto - Rotunda voltada para a Avenida Rio Branco - o artista apresenta casais dançando com indumentária e elementos iconográficos da Polônia, Hungria, França e Espanha; nos Florões, a representação das flores nativas desses países.

Além das pinturas artísticas, o interior do Theatro é decorado com esculturas de Rodolpho Bernardelli, Raoul Verlet e Jean Antoine Injalbert, autor de "A Verdade", obra em mármore, que se eleva sobre a entrada principal.

Os vitrais que decoram as fachadas e a cobertura da entrada principal são obras de Feuerstein e Fugel, de Stuttgart.

As entradas laterais receberam painéis em mosaico com temas de óperas, executados pelo italiano Giandomenico Facchina.

O Salão Assyrio ocupa a área térrea e foi projetado para acolher o restaurante do Theatro. Sua decoração é inspirada na arte mesopotâmica.As paredes são revestidas com cerâmica esmaltada; as colunas, em estilo persa, são encimadas com duas cabeças de touro.

As escadas são guarnecidas com kerubs, elementos também da cultura persa.

A belíssima decoração interna do Theatro Municipal inspirou o cronista João do Rio a afirmar:
"Muitos theatros não guardam essa proporção de luxo e graça entre a parte interna e a parte externa. Ora são só ricos de fachada, ora apenas opulentos de plateia, formando contrastes violentos. O Municipal é a joia vista por dentro."

Créditos: história

Fontes Documentais
Acervo do Centro de Documentação da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro - CEDOC/FTMRJ

Curadoria e Texto
Fátima Cristina Gonçalves

Fotografias
Álvaro Vitor
Jorge Campana
Júlia Rónai
Luiz Evandro Bertanha
Vânia Laranjeira


Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil