Monet: O Tâmisa abaixo de Westminster

Um tour pelo quadro do National Gallery, Londres

Touch & Hold

No outono de 1870, Paris esteve sob cerco durante a Guerra Franco-Prussiana, e Monet fugiu da França com a família. Eles se estabeleceram em Londres, onde ele pintou essa vista enevoada do Tâmisa na primavera seguinte.

Enquanto estava em Londres, Monet procurou novos edifícios para pintar. Embora as Casas do Parlamento tenham estilo gótico, tinham sido reconstruídas havia pouco tempo. Elas foram destruídas por um incêndio em 1834.

O Victoria Embankment, visto aqui à direita, também havia sido construído recentemente.

Se olhar de perto, você verá que os vultos no píer são de operários ainda terminando a construção.

Monet usa a superfície do rio para refletir a sombra fragmentada do cais. As pinceladas curtas e angulares dão a impressão de água em movimento.

Monet era fascinado pelo nevoeiro e pela neblina de Londres. Aqui, ele transmite a ideia de atmosfera pelo céu enevoado, que se reflete na água, e as silhuetas fantasmagóricas de prédios e barcos.

Essa vista obviamente chamou a atenção de Monet. Quando voltou a Londres, anos depois, ele pintou as Casas do Parlamento e a Ponte de Waterloo muitas vezes, retratando-as em diferentes momentos do dia, em diferentes condições atmosféricas.

The Thames below Westminster by Claude MonetThe National Gallery, London

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Compartilhar esta história com um amigo
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil