A Coluna Partida

Google Arts & Culture
Touch & Hold

O quadro A Coluna Partida foi pintado logo após Frida passar por uma cirurgia na coluna vertebral.

A operação a deixou acamada e "presa" a um espartilho metálico, que ajudava a aliviar a dor intensa e constante que ela sentia.

Na pintura, ela se retratou de pé no meio de uma paisagem árida e rachada.

O tronco dela está envolvo por faixas metálicas revestidas de pano, que fornecem pressão e apoio às costas. Elas ajudam a impedir que a ruptura do corpo da pintora, revelada bem no meio do peito dela, ocorra por completo.

Uma coluna jônica completamente fraturada à beira de um colapso substitui a coluna vertebral.

A cabeça de Frida está apoiada no capitel. Embora o rosto esteja banhado em lágrimas, não reflete sinal de dor. Foi dessa forma que ela sempre se apresentou à vida: forte e desafiadora para o espectador.

Os pregos que perfuram o corpo dela são um símbolo da dor constante que ela enfrentava.

Os maiores, junto à coluna, marcam os danos causados pelo acidente, em 1925…

...enquanto os fincados no seio esquerdo referem-se a uma dor emocional, à sensação de solidão.

Quando questionada sobre o motivo de pintar a si mesma com tanta frequência, Frida respondeu que era porque estava sempre sozinha e conhecia melhor a si mesma do que a qualquer outra pessoa.

A Coluna Partida by Frida KahloMuseo Dolores Olmedo

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Compartilhar esta história com um amigo
Traduzir com o Google
Página inicial
Explorar
Por perto
Perfil