Loading

Departure of the Prince Regent of Portugal for Brazil on 27th November 1807

c. 1874

National Palace of Queluz

National Palace of Queluz

Litografia colorida de um artista (D.) da oficina Lopes, baseada na gravura feita por Francesco Bartolozzi segundo desenho de Henry L'Évêque.
Lisboa, Portugal, 1874 (?)
36,9 x 58,4 cm

Inscrição (leitura parcial):
"PARTIDA DO PRINCIPE REGENTE DE PORTUGAL PARA O BRAZIL / AOS 27 DE NOVEMBRO DE 1807"
As estampas completas acrescentam também:
"2º BRINDE PERTENCENTE Á 2ª SÉRIE DA <<educação popular>> (Editores - Lucas & Filho - Lisboa.)"

Subscrição:
"Lith. Lopes, R.ª N.ª dos Martyres 2 a 4 Lx.ª - D. lith"

Show lessRead more

Details

  • Title: Departure of the Prince Regent of Portugal for Brazil on 27th November 1807
  • Long Description: Trata-se de uma das mais célebres gravuras da época e representa o momento do embarque da Corte e do Príncipe Regente, com toda a família real, para o Brasil, a 27 de novembro de 1807, poucos dias antes das tropas francesas chegarem a Lisboa. O registo deste episódio feito por Francesco Bartolozzi, a partir do desenho de Henry L'Évêque, reflete um certo dramatismo através do tumulto originado e dos rostos agitados das pessoas que assistem à cena. Ao longe, no cais, duas pequenas embarcações representam a escolta inglesa que haveria de garantir a segurança do Príncipe e da sua família. A personagem real protagonista, D. João, influiu de forma indelével na história luso-brasileira. Como afirmou a historiadora brasileira Ismênia de Lima Martins: "O grande destaque para D. João na história luso-brasileira reside no fato de ter sido o agente fundamental de uma audaciosa manobra política, que enfrentou a hegemonia napoleónica e resguardou a coroa portuguesa das humilhações sofridas por outras monarquias europeias. Também garantiu a integridade do território ultramarino português, mantendo-se na plenitude de seus direitos, com a transmigração da Corte.". A família real chega a Salvador no dia 22 de janeiro de 1808. Em território baiano, D. João assina o decreto de abertura dos portos às nações amigas, ato de consequências imediatas. Este decreto, que possibilitava a expansão comercial e honrava acordos firmados com os ingleses, foi a primeira Carta Régia promulgada pelo Príncipe Regente no Brasil, quatro dias após a chegada a São Salvador da Baía. Posteriormente, D. João segue viagem em direção ao Rio de Janeiro, onde desembarca no dia 8 de março. SOBRE A LITOGRAFIA LOPES A Litografia Lopes, sediada na Rua Nova dos Mártires, números 2 e 4, foi fundada em 1835 por Domingos Francisco Lopes, litógrafo da Casa Real. Ali trabalharam vários artistas, um dos quais identificado nesta estampa apenas com a inicial "D.". Aliás, deste estabelecimento saíram várias gravuras que se assinavam unicamente por meio de iniciais. Nenhuma datada. A oficina litográfica Lopes teve uma vida longa, existindo ainda em 1874.
  • Date: c. 1874
  • Location: Lisboa, Portugal
  • Rights Information: F.M.
  • Image Rights: © PSML | Foto: Paulo Cintra & Laura Castro Caldas, 2014

Recommended

Translate with Google
Home
Explore
Nearby
Profile