Loading

Documents from Gilberto Gil's Private Archive

Instituto Gilberto Gil

Instituto Gilberto Gil
Brazil

Details

  • Title: Documents from Gilberto Gil's Private Archive
  • Transcript:
    OS 100 MAIORES 95 ARNALDO ANTUNES Um poeta multifacetado com criatividade incansavel MÚSICO, POETA E ARTISTA visual - dentro do modus operandi esquadrinhado da música brasileira até os anos 80, em que se era ape- nas isso ou apenas aquilo (principalmente no rock, donde surgiu), o paulistano Arnaldo Antunes poderia ser comparado ao artista renascentista, versado nas múltiplas facetas da arte. Batizado na porra-louquice de Aguilar e Banda Perfor mática, diplomado no rock dos Titās (que ajudou a fun- dar e lançar sete álbuns) e com uma carreira solo mais promissora do que com sua antiga banda, ele ainda escre- ve livros, faz vídeos, trilhas e compõe muito, para ele, para seu trio Os Tribalistas e para muita gente da música. Ci- tando o título de um de seus livros, como é que chamao nome disso?" Talento. José Julio Do Espirito Santo 98 EDGARD SCANDURRA Versátil, guitarrista criou estilo único e inconfundivel AO LONGO DOS ANOS, O GUI- tarrista paulistano Edgard Scandurra acumulou pré- mios como o melhor em seu instrumento. Estilo, muito mais do que virtuosismo, fez com que isso virasse praxe. Um dos sujeitos mais ativos no underground paulista- no nos anos 80 (Ultraje a Rigor, Mercenárias e Ira! contavam com seus présti- mos), um público maior veio a conhecer seu som peculiar com Mudança de Compor tamento (1985), primeiro álbum do Ira! Seja dando seu toque pessoal ao rock, assim como em seu traba- lho eletrônico, Benzina, ele continua a esbanjar algo es. sencial à música: estilo. J.J.E.S. 99 100 LIMINHA DJ MARLBORO Opatrono absoluto da batida Modernizador, cle mudou a sonoridade do rock brasileiro "COMO GRAVAR O ROCK NA- cional?" Nos anos 80, essa era a pergunta que não saia da cabeçade Arnolpho Lima Filho, o Liminha. Apesar de veterano, játendo produzido Gilberto Gil, para ele tudo ainda era precário, amador demais. A solução veio de um encontro com o engenhei- ro de som norte-americano Humberto Gatica, respon- sável por discos de Madonna e Elton John. Foi a partir daí que decidiu se especializar, definindo como meta a mo- dernização das técnicas de gravação no pais. À frente do estúdio Nas Nuvens, produ- ziu discos como Cabeça Di- nossauro (Titãs)e Nós Vamos Invadir Sua Praia (Ultraje a Rigor). Há quem o acuse de pasteurizar o som das bandas que produz. Seja como for, depois dele, o rock BR não foi mais o mesmo. carioca no exterior NÃO EXISTE UMA CULTU- ra brasileira", há pelo me- nos duas. O pais até hoje é disputado por projetos de civilização: um branco, formal, regrado, hierárqui- co; outro tribal, mestico, caótico, intuitivo. Fernan- do Luis Mattos da Matta, o DJ Marlboro, é um dos raríssimos embaixadores entre esses dois universos auto-suficientes e (aparen- temente) antagônicos. Pivo, produtor, animador e padri- nho de uma das subculturas urbanas tecnológicas mais fascinantes do país, o funk carioca, ele ajudou durante duas décadas a dar forma, coerência e visibilidade e até um pouco de polimen- to) a um Brasil que o Brasil tem enorme dificuldade em entender e absorver. Entendeu como ninguém o papel cultural que um DJ pode jogar. Alex Antunes Vladimir Cunha 148 ROLLING STONE BRASIL, OUTUBRO 2008 96 97 DANIELA MERCURY PEPEU GOMES O primeiro grande virtuose Abram alas para a Carmen Miranda deste século CANTORA, COMPOSITORA, dançarina e produtora mu- sical, Daniela Mercury na- cionalizou o axé music (sons caribenhos + frevo + mara- catu + samba + reggae) com seu segundo disco, O Canto da Cidade (1993), umestron- doso sucesso com mais de 2 milhões de cópias vendidas. Em sua estrada sonora, ela agregou outros ritmos a sua musicalidade -como o ele- trônico em Sol da Liberdade (2000), a bossa nova, o jazz ea MPB em Clássica (2005) - e consagrou sua imagem como entertainer, no Bra sil e no exterior. Em 2007, venceu o Grammy Latino como álbum Balé Mulato ao Vivo. Graças às constantes turnes internacionais, já foi considerada uma "Carmen Miranda do Século 21", as- sim como também uma "Ma- donna Made in Brazil". Ademir Correa da guitarra brasileira POR MAIS POLÊMICO QUE seja, não há como deixar de eleger Pepeu Gomes o guitar hero brasileiro por excelen- cia. Em tenra idade, apren- deu a tocar violão sozinho e não demorou a se enveredar nos ensinamentos do ban dolim e da guitarra - o que contribuiu para forjar seu estilo virtuoso. E foi através dos Novos Baianos que o Brasil começou a conhecer os riffs cortantes de Pepeu. Com o fim da banda, lançou seu primeiro disco solo, o instrumental Geração do Som (1978), no qual exibiu suas influências de rock psi- codélico, jazz, choro e sam- ba. A consagração ocorreu nos anos com Pepeu já se arriscando nos vocais, quando se transformou em ícone do rock brasilei- ro, muito por conta do hit "Masculino Feminino" Leonardo Dias Pereira Júri Rolling Stone QUEM VOTOU Ademir Correa (editor, RS Brasil). Adriana Alves (repórter, RS Brasil), Alex Antunes (escritor), Alex Menotti (jornalista, PlayTV). Alexandre Matias (jornalista, Trabalho Sujo). Ana Maria Bahiana (jornalista), André Barcinski (jornalista), André Maleronka Gornalista, Ele Ela), Anna Butler (diretora artistica, MTV Brasil), Antônio do Amaral Rocha (jornalista), Antônio Carlos Miguel (jornalista, O Globo), Bernardo Araújo Gornalista, O Globo), Bruno Maia (jornalista, Sobremusica), Bruno Natal Jornalista, URBE). Bruno Yutaka Saito (jornalista, Folha de S.Paulo), Caio Nehring (jornalista), Carlos Calado (crítico, Folha de S.Paulo), Carlos Messias (jomalista, VIP), Carolina Requena (editora, rollingstone.com.br), Christina Fuscaldo jornalista, Globo Online), Cristiano Bastos jornalista, Aplauso), Dafne Sampaio Gornalista, Gafieiras), Dagoberto Donato Gomalista, Trama Virtual), Daniel Benevides jornalista), Daniel Vaughan (jornalista, mtu.com.br), Edgard Piccoli (apresentador, Multishow), Fabio Massari (conselheiro, RS Brasil), Fernando Costa Netto (conselheiro, RS Brasil). Fernando Luna (jornalista, Trip). Fernando Rosa (jornalista, Senhor F), Filipe Luna (jornalista, TV Cultura), Gastão Moreira (apresentador, Radio Atlantida), Hagamenon Brito (jornalista, Correio da Bahia), Humberto Finatti (jornalista, Zap'n'Roll). José Flávio Junior (jornalista, Oi FM). José Norberto Flesch (jornalista, Destak). José Julio do Espirito Santo (jornalista), Lauro Lisboa Garcia (jornalista, O Estado de São Paulo), Leo Lichote jornalista, O Globo), Leonardo Dias Pereira (jornalista, Urbanaque), Lúcio Ribeiro (jornalista, Popload), Luis Antonio Giron (jornalista, Época), Marcelo Ferla omalista), Márcio Cruz (repórter, RS Brasil), Marcus Preto (jornalista, Época São Paulo). Márvio dos Anjos (jornalista, Virgula), Mateus Potumati (jornalista, Soma), Mauro Ferreira Gornalista, O Dia), Pablo Miyazawa (editor, RS Brasil), Patricia Palumbo (apresentadora, Eldorado FM), Paulo Cavalcanti (jornalista), Paulo Terron (Jornalista, With Lasers), Pedro Alexandre Sanches (jornalista, Carta Capital). Ramiro Zwetsch (jornalista, Radiola Urbana), Regina Echeverria (jornalista), Ricardo Alexandre (jornalista, Época São Paulo), Ricardo Franca Cruz (editorchefe, RS Brasil), Ricardo Soares (conselheiro, RS Brasil), Richard Kovacs (conselheiro, RS Brasil), Rodrigo Carneiro (jornalista, Show Livre), Rodrigo Faour (escritor), Rodrigo Lariú (produtor, Midsummer Madness), Rodrigo Piza (pesquisador), Rodrigo Salem (jornalista, Set). Sergio Martins (jornalista, Veja), Sérgio Scarpelli (apresentador, Eldorado FM), Thiago Ney (jornalista, Folha de S.Paulo), Toninho Spessoto (jornalista, USPFM), Vladimir Cunha (jornalista, MTV).
    Hide TranscriptShow Transcript

Get the app

Explore museums and play with Art Transfer, Pocket Galleries, Art Selfie, and more

Flash this QR Code to get the app
Google apps