Loading

Documents from Gilberto Gil's Private Archive

Instituto Gilberto Gil

Instituto Gilberto Gil
Brazil

Details

  • Title: Documents from Gilberto Gil's Private Archive
  • Transcript:
    ECONOMIA & NEGÓCIOS A guerra dos bancos pelo CARNAVAL Bradesco e Itaú travam batalha de marketing em Salvador e patrocinam a festa em várias cidades do País MILTON GAMEZ no. Seu logotipo azul e laranja já pode ser visto pelas ruas de Salvador (foto) e irá brilhar nos circuitos de Campo Grande, Barra-Ondina e no centro histórico. Para estampar a marca nas ruas onde só não vai atrás do trio elétrico quem já morreu, o Itaú vai gastar cerca de RS 2 milhões. Mas o Bradesco não ficou de fora e deu o troco com toda a elegância: irá patrocinar mais de 20 blocos de afrodescendentes, como o lle Aiyê e o Filhos de Gandhi. "É um pro- jeto inovador, que respeita a cultura e as características naturais dos blo- cos e viabiliza o Carnaval aberto para muitos deles", diz Luca Cavalcanti, di- Bradesco Be Ble Brades LIMPU. D epois da guerra das cervejas, chegou a vez de os grandes bancos medirem forças na maior festa popular do plane- ta, o Carnaval. A principal ba- talha das marcas Bradesco e Itaú será travada em Salvador, na Bahia, palco da folia mais animada e incansável do País - os baianos são sempre os últi- mos a deixar as avenidas na Quarta- Feira de Cinzas. Se a estratégia dos banqueiros der certo, eles continuarão celebrando por muito mais tempo. Os dois bancos investiram peque- nas fortunas para conquistar o cora- ção e o bolso foliões. O Bra- desco, que nos últimos oito anos foi o grande patrocinador da Prefeitura de Salvador na festa de Momo, desta vez perdeu o trono para o Itaú. O concor- rente, ajudado pelo publicitário baia- no Nizan Guanaes, da Africa Propa- ganda, ficou com a cota de patrocina- dor master do Carnaval soteropolita- R$ 4,5 milhões estão sendo gastos pelos maiores ban ISTOÉ/1996-6/2/2008 retor de marketing do Bradesco. Além dos blocos, o banco irá co- lar sua marca verme- lha em vários trios elé. tricos, como o Cama- rote Andante, de Car- linhos Brown, o Olo- dum, a Banda Eva e o da animadíssima Ivete Sangalo. E estará pre- sente em camarotes badalados, tais como o Expresso 2222, do mi- nistro da Cultura, Gil- berto Gil, o Cerveja e Cia e o Axé Mix. E o que o Carnaval tem a ver com bancos, instituições normalmente si- sudas e conservadoras? Tudo, respon- dem os executivos que comandam as incursões nas avenidas e nos camaro- tes. "O Carnaval é a cara do Brades- co", diz Cavalcanti. E explica: "So- CAVALCANTI, do Bradesco: investimento nas massas
    Hide TranscriptShow Transcript

Get the app

Explore museums and play with Art Transfer, Pocket Galleries, Art Selfie, and more

Recommended

Google apps