A carregar

Obra de enorme importância simbólica na cultura portuguesa e singular «retrato coletivo» na história da pintura europeia.
As seis pinturas atribuídas a Nuno Gonçalves apresentam um agrupamento de 58 personagens em torno da dupla figuração de São Vicente.
Uma solene e monumental assembleia representativa da Corte e de vários estratos da sociedade portuguesa da época, em ato de veneração ao patrono e inspirador da expansão militar quatrocentista no Magrebe.

Estas figuras, em volumes claramente afirmados, tão caracterizadas pela concentração expressiva dos rostos e atitudes quanto pela requintada definição pictórica dos trajes e adereços, parecem aliar, nesta encenação cerimonial, o intuito de uma evocação narrativa a uma visão contemplativa.

Embora permaneça problemático o pleno entendimento da intenção e significado da obra, crê-se que o autor das tábuas é o pintor régio de D. Afonso V, Nuno Gonçalves, e que estariam originalmente integradas no retábulo de São Vicente da capela-mor da Sé de Lisboa.

Detalhes

  • Título: Painéis de São Vicente
  • Criador: Nuno Gonçalves
  • Data de Criação: Século XV
  • Localização da Criação: Portugal
  • Dimensões físicas: Panel of the Friars: 207.2 cm x 64.2 cm; Panel of the Fishermen: 207 cm x 60 cm; Panel of the Infante: 206.4 cm x 128 cm; Panel of the Archbishop: 206 cm x 128.3 cm; Panel of the Knights: 206.6 cm x 60.4 cm; Panel of the Relic: 206.5 cm x 63.1 cm
  • Tipo: Pintura
  • Direitos: MNAA Museu Nacional de Arte Antiga, inv. 1363, 1366, 1361, 1364, 1365, 1362 Pint
  • Material: Óleo e têmpera sobre madeira de carvalho

Obter a aplicação

Explorar museus e desfrutar de funcionalidades como o Art Transfer, o Pocket Galleries e o Art Selfie, entre outras

Recomendado

Google Apps