Álbum cancelado por Gil e dado como perdido é encontrado quase 40 anos depois

Disco gravado nos Estados Unidos que poderia se chamar Jump For Joy estava em duas das fitas digitalizadas para o Google Arts & Culture

Do Instituto Gilberto Gil

Redação: Chris Fuscaldo e Ricardo Schott, jornalistas e pesquisadores musicais

Selo "Casa do Trem" (2010/2013), de José CaldasMuseu Histórico Nacional

O Brasil de 1982

Em 1982, ano de Copa do Mundo e de mudanças na política, o Brasil vivia mil emoções. Já em janeiro, a fundação do Museu Afro-Brasileiro em Salvador, na Bahia, foi motivo de comemoração, mas logo depois a morte da cantora Elis Regina causou uma enorme tristeza nos brasileiros.

Em fevereiro, o Tribunal Superior Eleitoral concedeu o registro definitivo ao Partido dos Trabalhadores e, em março, candidatos a governador do Estado de São Paulo realizaram o primeiro debate na televisão após a suspensão da proibição imposta pela Lei Falcão.

GIlberto Gil na Assembleia Legislativa (1981)Instituto Gilberto Gil

Gilberto Gil soube de tudo isso quando estava nos Estados Unidos. Ele tinha acabado de encerrar a turnê do álbum lançado no ano anterior, Luar (A gente precisa ver o luar), quando embarcou para a terra do Tio Sam acompanhado da esposa, Flora Gil. 

Flora Gil em Nova York, em intervalo da gravação de álbum cancelado por Gilberto Gil em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

O artista tirou dois meses de licença do Brasil para realizar um trabalho em Nova York: um álbum que, por quase 40 anos, foi dado como perdido. Com o inventário dos arquivos realizado para o Google Arts & Culture, o disco americano foi finalmente encontrado.

Gilberto Gil na casa de campo da família em Araras, durante o período de quarentena pelo coronavírus (2020-04-28)Instituto Gilberto Gil

Gravação da canção You Need Love para o álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

 “Eu já tive o ímpeto e a curiosidade de voltar a esse álbum e, eventualmente, me reconciliar com ele e lançá-lo, mas aí o disco sumiu. Agora apareceu!”, surpreendeu-se Gil com a notícia do resgate do álbum que ele mesmo cancelou.

Gilberto Gil, André Midani e Chacrinha durante o projeto 20 Anos Luz (1985)Instituto Gilberto Gil

A história da gravação

A ideia de expandir a carreira de Gil para o exterior partiu de André Midani, então presidente da Warner Music: ele pensou em um novo disco para o mercado americano depois do projeto de Gil com Sérgio Mendes, Nightingale, lançado em 1979.

Ralph MacDonald Flora Gil durante a gravação de álbum cancelado por Gilberto Gil em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

Uma encomenda à subsidiária Elektra Records, o álbum foi produzido por Ralph McDonald, um percussionista trinibagoniano-americano especialista em música negra, junto ao engenheiro de gravação Richard Alderson. 

Flora Gil acompanha a gravação de álbum cancelado por Gilberto Gil em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

Ralph trouxe para o estúdio Richard Tee (teclados), Grover Washington (sax), Steve Gadd (bateria), Marcus Miller (baixo) e William Eaton, um parceiro de composição. Com auxílio dele, Ralph ajudou Gil a finalizar composições e versões que entrariam no disco.

Gilberto Gil em show da turnê Um Banda Um (1982)Instituto Gilberto Gil

Gravação da versão de Deixar Você para o álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

Uma delas foi Deixar Você, canção que apareceria, em português, no repertório do álbum Um Banda Um, projeto seguinte à aventura americana. A faixa ganhou letra e nome em inglês, When The Wind Blows, e pode ser ouvida agora pela primeira vez. 

Flora Gil posa com músico durante a gravação de álbum cancelado por Gilberto Gil em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

Durante as semanas que passaram dentro do Rosebud Recording Studio, na Broadway, os músicos registraram nove canções, com Gil preocupado em fazer bem o seu trabalho:

Entrevista em inglês de Gilberto Gil para rádio dos Estados Unidos (1989-06-24)Instituto Gilberto Gil

“Eu me dediquei a fazer com empenho. Tive cuidado com a pronúncia, com o modo de cantar em inglês. O álbum é pop, tem uma sonoridade muito fiel àquele momento, em que estava em alta a música pop tropical".

Flora Gil posa com músico durante a gravação de álbum cancelado por Gilberto Gil em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

Gil reflete: "O Ralph teve muito gosto em fazer essa associação entre o pop brasileiro e o pop americano, a influência caribenha, com também uma pegada jamaicana e meio portoriquenha. Nesse sentido, é um disco bonito”.

Flora Gil posa com Ralph MacDonald durante a gravação de álbum cancelado por Gilberto Gil em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

Ralph MacDonald era conhecido por adicionar “sons coloridos e ritmos cativantes a centenas de sessões de gravação”, segundo consta em sua biografia no guia AllMusic.com. A banda de seu pai tocava calipso no Harlem e ele passou dez anos como parte da banda de Harry Belafonte.

Certamente isso teve influência em sua forma de tocar. Depois de Belafonte, Ralph se dedicou ao estúdio, tocando de soul e funk a disco e R&B até sua morte, em 2011, aos 67. É dele a música Calypso Breakdown, que está no LP com a trilha sonora de Os Embalos de Sábado à Noite.

Ralph MacDonald produz Gilberto Gil em Nova York, durante a gravação de álbum que foi cancelado pelo brasileiro em 1982 (1982-05)Instituto Gilberto Gil

Com Gil, ele compôs faixas que, com o tempo, seu parceiro brasileiro deixou de lembrar os nomes e perderam, se é que um dia houve, o registro formal. Lembra Gil:

“Em 1978, a gente tinha começado essa expansão para o exterior, fazendo shows na Europa. Era uma intenção natural de expandir um pouco mais o trabalho para outras partes do mundo. Aí surgiu essa ideia do disco. O Ralph era um produtor muito festejado, na época. Ele veio ao Brasil para conversarmos, aí fui para lá fazer o disco. Ele foi sugerindo coisas que ele gostava para o repertório, foi fazendo versões que eu fui orientando – com o parceiro dele, foram feitas a seis mãos – e uma foi mantida em português”.

Capa do álbum Quanta, de Gilberto Gil (1997)Instituto Gilberto Gil

Gravação da canção Estrela para o álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

Gil fala de Estrela, canção que ele só  viria a gravar de novo e lançar no álbum Quanta, de 1997. É a única cantada em português no álbum americano, que no rótulo traz "(Star)" depois do nome original.

Flack, Roberta (1986)LIFE Photo Collection

Gravação de Jump For Joy com Roberta Flack para o álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

Em inglês, um dos destaques é Jump For Joy, que Gil gravou em dueto com Roberta Flack, cantora que Ralph produzia na época e que emprestou a voz para os backing vocals de outras faixas, inclusive Estrela, na qual ela e as outras cantoras se esforçam para cantar em português.

Flack, Roberta (1986)LIFE Photo Collection

Roberta Flack iniciou carreira em 1969, mas o sucesso veio com os compactos First Time Ever I Saw Your Face, em 1972, e Killing Me Softly With His Song, em 1973. 

Documentos do Arquivo Pessoal de Gilberto GilInstituto Gilberto Gil

O possível título

Em 2002, durante entrevista para o pesquisador Marcelo Fróes - que na época trabalhava na produção da caixa Palco, lançada com 30 discos de carreira de Gil - o músico comentou que Jump For Joy poderia ter sido o título do álbum que os dois não conseguiram localizar.

A fala meio incerta está no texto de Fróes para o encarte do CD Um Banda Um relançado na caixa.

Nomes nas faixas no rótulo da fita K7 na qual foi encontrado o álbum gravado em Nova York em 1982 e cancelado por Gilberto Gil (Março de 2021)Instituto Gilberto Gil

A fita cassete enviada nos anos 1980 para Gil – que acabou arquivada na Gege Produções – com o disco mixado e as faixas na ordem não veio com um nome escrito em seu label, mas apenas "Produzido por Ralph MacDonald", o que nos leva a crer que Gil não chegou a batizar o trabalho.

Fitas de rolo resgatadas no acervo de Gilberto Gil e digitalizadas para a coleção do artista no Google Arts & Culture (Setembro de 2018)Instituto Gilberto Gil

O que aconteceu

Depois da temporada nos Estados Unidos, na volta ao Brasil, Gil cancelou o lançamento do disco e nunca mais teve notícias da master. “Na época da caixa, a gente foi atrás do Ralph, mas ninguém sabia dele. E a master não estava nos arquivos da Elektra”, relembrou Gil em 2021. 

Gilberto Gil com Laura Zandonadi e Chris Fuscaldo durante pesquisa de acervo para o Google Arts & Culture (2019-11-29)Instituto Gilberto Gil

O resgate

Em meados de 2019, durante o planejamento para o trabalho de organização do acervo de Gilberto Gil para a organização desta coleção e montagem deste museu, visitamos as salas da nova e da antiga sede da Gege Produções. 

Fitas U-matic resgatadas no acervo de Gilberto Gil e digitalizadas para a coleção do artista no Google Arts & Culture (Setembro de 2018)Instituto Gilberto Gil

Em uma delas, encontramos quase mil objetos já obsoletos, mas cheios de história em si: fitas de rolo, DAT, VHS, cassete, mini-DV e diversos outros formatos estavam empoeirando, no aguardo de um destino final. 

Gilberto Gil em visita ao Google (2007-10-19)Instituto Gilberto Gil

Após a digitalização e uma edição básica, principalmente dos áudios, esses quase mil arquivos viraram mais de três mil arquivos de áudios e vídeos, muitos deles já conhecidos do grande público, mas certamente nunca reunidos em um canal só. 

Gilberto Gil em entrevista a Ricardo Schott, Ceci Alves e Chris Fuscaldo durante a pandemia (2020-04-28)Instituto Gilberto Gil

Entre as raridades, o jornalista e pesquisador Ricardo Schott identificou, em duas das fitas digitalizadas, o álbum cancelado. 

Gilberto Gil em entrevista a Ricardo Schott, Ceci Alves e Chris Fuscaldo durante a pandemia (2020-04-28)Instituto Gilberto Gil

Nas fotos, Ricardo Schott entrevista Gil em 2020 junto à parte da equipe que trabalhou no inventário e identificação dos itens da coleção de Gil no Arts & Culture.

Gilberto Gil com Laura Zandonadi e Chris Fuscaldo durante pesquisa de acervo para o Google Arts & Culture (2019-11-29)Instituto Gilberto Gil

Em meio às pesquisas, Chris Fuscaldo e a colaboradora Laura Zandonadi colocaram as faixas do álbum para Gil ouvir. Curadora deste museu, Fuscaldo pegou algumas declarações do músico.

Nomes nas faixas no rótulo da fita DAT na qual foi encontrado o álbum gravado em Nova York em 1982 e cancelado por Gilberto Gil (Março de 2021)Instituto Gilberto Gil

Além da fita cassete, encontramos também o álbum em uma fita DAT,  esta da imagem, cujo rótulo foi escrito à mão (não por Gil). O áudio ouvido aqui foi extraído da DAT, que apresentou melhor qualidade após a digitalização. 

Vinícius CantuáriaInstituto Gilberto Gil

Gravação da canção Lua e Estrela para o álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

Entre as canções identificadas está, cantada em inglês, Lua e Estrela (Moon And Star Girl), um hit de Vinícius Cantuária que fazia sucesso na voz de Caetano Veloso quando Ralph esteve no Brasil. O produtor Liminha lembrou que ele e Cantuária visitaram o estúdio em Nova York.

Gilberto Gil em entrevista coletiva virtual para Ceci Alves, Chris Fuscaldo e Ricardo Schott, durante o período de quarentena pelo coronavírus (2020-04-28)Instituto Gilberto Gil

Por que o cancelamento?

“Lembro de ter achado que faltavam coisas e sobravam coisas naquele disco. Talvez tenha me incomodado a maneira de produzir muito pragmática. Acho que faltou brasilidade. Senti falta de músicos brasileiros, apesar da excelência dos que participaram...

Gilberto Gil em entrevista coletiva virtual para Ceci Alves, Chris Fuscaldo e Ricardo Schott, durante o período de quarentena pelo coronavírus (2020-04-28)Instituto Gilberto Gil

...Todos eles tinham experiência em estúdio, de gravações com artistas de variados gêneros musicais. Talvez até por isso eu senti falta de uma certa personalização maior na fabricação do disco”, revelou Gil em entrevista realizada em 2021 à escritora e jornalista Chris Fuscaldo.

Nomes nas faixas no rótulo da fita K7 na qual foi encontrado o álbum gravado em Nova York em 1982 e cancelado por Gilberto Gil (Março de 2021)Instituto Gilberto Gil

O repertório

Na ordem em que aparecem na fita, estão You Need LoveJump For JoyEstrela (Star)Fill Up The Night With MusicCome On Back TomorrowSomebody Like MeMoon and Star GirlWhen The Wind Blows (a versão em inglês de Deixar Você) e Take a Holiday.

Fitas DAT resgatadas no acervo de Gilberto Gil e digitalizadas para a coleção do artista no Google Arts & Culture (Setembro de 2018)Instituto Gilberto Gil

Gravação da quarta faixa (sem nome) do álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

Fill Up The Night (cuja letra começa assim: Tonight we're all together...) é uma balada pop tipicamente americana. Ou, como define Liminha,  produtor de diversos álbuns de Gil, uma "receita de bolo" da época, "provavelmente composta pelo William Eaton ou com influência dele".

Fitas K7 resgatadas no acervo de Gilberto Gil e digitalizadas para a coleção do artista no Google Arts & Culture (Setembro de 2018)Instituto Gilberto Gil

Gravação da quinta faixa (sem nome) do álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

Come On Back Tomorrow (que começa assim: When I first met you...) mistura ijexá com pop, uma provável parceria de Gil com Ralph e William.

Fita DAT na qual foi encontrado o álbum gravado em Nova York em 1982 e cancelado por Gilberto Gil (Março de 2021)Instituto Gilberto Gil

Gravação da sexta faixa (sem nome) do álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

A sexta canção, Somebody Like Me, é um ijexá e por isso parece que a melodia foi composta por Gil. 

Gilberto Gil em show da turnê Um Banda Um no Parque do Ibirapuera (1982)Instituto Gilberto Gil

Gravação da nona faixa (sem nome) do álbum gravado em 1982 em Nova York e cancelado por Gilberto Gil
00:00

A última, Take a Holiday - que começa com os versos If lately you've been feeling like nothing is ever going right -  tem o violão do Gil bem marcado e uma forte pegada caribenha. 

Fita K7 na qual foi encontrado o álbum gravado em Nova York em 1982 e cancelado por Gilberto Gil (Março de 2021)Instituto Gilberto Gil

Finalmente, todas as canções redescobertas revelam uma fase que o próprio cantor lamentava estar sumida na poeira do tempo. Ou seja, uma figurinha que faltava para completar o álbum de Gilberto Gil.

Créditos: história

Pesquisa e redação: Chris Fuscaldo e Ricardo Schott
Montagem: Chris Fuscaldo

Créditos gerais 


Edição e curadoria: Chris Fuscaldo / Garota FM Edições
Pesquisa do conteúdo musical: Ceci Alves, Chris Fuscaldo, Laura Zandonadi e Ricardo Schott 
Pesquisa do conteúdo MinC: Carla Peixoto, Ceci Alves e Chris Fuscaldo
Legendas das fotos: Anna Durão, Carla Peixoto, Chris Fuscaldo, Daniel Malafaia, Fernanda Pimentel, Gilberto Porcidonio, Kamille Viola, Laura Zandonadi, Lucas Vieira, Luciana Azevedo, Patrícia Sá Rêgo, Pedro Felitte, Ricardo Schott, Roni Filgueiras e Tito Guedes
Edição de dados: Isabela Marinho e Marco Konopacki
Revisão Gege Produções: Cristina Doria
Agradecimentos: Gege Produções, Gilberto Gil, Flora Gil, Gilda Mattoso, Fafá Giordano, Maria Gil, Meny Lopes, Nelci Frangipani, Cristina Doria, Daniella Bartolini e todos os autores das fotos e personagens da história
Todas as mídias: Instituto Gilberto Gil

*Todos os esforços foram feitos para creditar as imagens, áudios e vídeos e contar corretamente os episódios narrados nas exposições. Caso encontre erros e/ou omissões, favor entrar em contato pelo e-mail atendimentogil@gege.com.br

Créditos: todas as mídias
Em alguns casos, é possível que a história em destaque tenha sido criada por terceiros independentes. Portanto, ela pode não representar as visões das instituições, listadas abaixo, que forneceram o conteúdo.
Ver mais
Tema relacionado
Gilberto Gil
Uma viagem musical ao som de um ícone brasileiro, Gilberto Gil
Ver tema
Google Apps